Data Loading...

Jornal Nova Mutum Flipbook PDF

Jornal Nova Mutum_edição 3


124 Views
70 Downloads
FLIP PDF 2.51MB

DOWNLOAD FLIP

REPORT DMCA

JORNAL

Nova Mutum Paraná Edição 03/2022

CEO GLOBAL DA ENGIE CATHERINE MACGREGOR VISITA UHE JIRAU Neste mês de março, a UHE Jirau recebeu a visita da CEO global da ENGIE, Catherine MacGregor, a viagem ao Brasil incluiu diversos compromissos ao longo da semana. A visita teve objetivo de conhecer as instalações da Jirau Energia, reforçando também a preocupação e o compromisso do Grupo com Saúde & Segurança, no final da manhã realizou um tour em Nova Mutum Paraná. O Diretor-Presidente da Jirau Energia, Edson Silva, explicou que é um momento muito especial para Jirau Energia. “É oportuno que todos conheçam de perto o que vem sendo feito tanto na geração de energia, quanto na preservação do meio ambiente e

A ENGIE possui 40% das ações da Jirau Energia

nos benefícios com a comunidade. A UHE Jirau gera

e o destaque é que somos a quarta maior hidrelétrica do Brasil em potência instalada

enfatizou Edson Silva. Com essa visita poderão

energia renovável para todo o país e temos um compromisso muito forte com a região Amazônica,” reportar aos seus países a realidade do que é a Amazônia, vista com seus próprios olhos, e a nossa

com capacidade de produção de 3.750 megawatts, suficientes para abastecer mais de 40 milhões de pessoas. O roteiro da visita incluiu as principais estruturas da UHE Jirau, como as duas casas de força, onde estão instaladas as 50 Unidades Geradoras (UG’s), o Vertedouro Principal e o Vertedouro de Troncos.

50 Unidades Geradoras (UG’s) o Vertedouro Principal e o Vertedouro de Troncos.

preocupação para preservá-la

DESENVOLVIMENTO

JIRAU ENERGIA ENTREGA CINCO MOTOS PARA SEMUSA EM PORTO VELHO Os materiais entregues irão compor o Plano Complementar de Vigilância em Saúde (PCVS) Dando continuidade as entregas que fazem parte do Plano Complementar de Vigilância em Saúde (PCVS), Convênio Jirau 133/12 a JIRAU ENERGIA entregou no mês de fevereiro, cinco motos para Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) para o enfrentamento ao novo Coronavírus e doenças como a Malária, Dengue, Zica Vírus (ZIKV), Tuberculose, Hanseníase, entre outras. De acordo com o Analista de Meio Ambiente da JIRAU ENERGIA, Miguel Lins, que acompanhou a entrega na SEMUSA, ações como essa são importantes para contribuir com o desenvolvimento das melhorias no âmbito da saúde da população. “Em breve outras ações como esta serão feitas, essa é só mais uma entre outras que já realizamos”, afirmou Miguel Lins.

Foram entregues motos de modelo HONDA NXR 160 BROS ESDD, ANO FAB: 2021, ANO MOD: 2022.

De acordo com a diretora da Divisão de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA), Geiza Ribeiro, os veículos serão utilizados na área periurbana do município. “Facilitarão na mobilidade de servidores nas áreas mais distantes do centro que atuam no enfrentamento ao novo Coronavírus e doenças como a Malária, Dengue, Zica Vírus (ZIKV), Tuberculose, Hanseníase, entre outras. Eles visitam moradores para realização de testes e entregas de medicação”, explicou a diretora Geiza Ribeiro.

PROTEÇÃO À COVID-19

PROJETO COSTURANDO O FUTURO IDEALIZADO PELA JIRAU ENERGIA ATINGIU MAIS DE QUATORZE LOCALIDADES DURANTE EXECUÇÃO Idealizado pela Jirau Energia em maio de 2020 e executado pela Associação do Observatório Socioambiental o Projeto “Costurando o Futuro” teve o recurso financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na Linha “E” do Subcrédito Social, contabilizando a produção de 40 mil máscaras de proteção à COVID-19, neste mês de fevereiro foi encerrado caracterizando a importância do BNDES e da JIRAU ENERGIA na minimização dos efeitos da crise e na promoção de melhorias junto à pandemia. O projeto objetivou produzir e doar máscaras de tecidos com a finalidade de contribuir com a proteção da população contra a disseminação e no combate da Covid-19. A parceria com a Associação possibilitou auxiliar na complementação da renda de 20 mulheres integrantes de projetos voltados ao empoderamento e empreendedorismo feminino..

Para o Gerente de Meio Ambiente e Socioeconomia da Jirau Energia, Verissimo Neto, a iniciativa junto à comunidade veio para apoiar o enfrentamento dos efeitos socioeconômicos da pandemia do coronavírus. “A JIRAU ENERGIA, por liberalidade, destinou mais de 1 Milhão de reais em projetos voltados ao combate da Covid-19 e o Costurando Futuro foi um dos primeiros a ser executando. Nós buscamos apoiar na prevenção da contaminação da população e promover mecanismos de geração de renda com a finalidade de minimizar toda situação da pandemia para comunidade local”, explicou Veríssimo. Adicionalmente, foram adquiridas máquinas de corte, costuras, bordado, mesas, cadeiras, kit costuras, tecidos, elásticos, entre outros no âmbito do Projeto Costurando o Futuro e doados para a Associação do Observatório Socioambiental para que eles possam dar continuidade em outras atividades com a população local. Com o Projeto foi possível alcançar 14 localidades, dentre elas, atender as comunidades de pescadores, produtores rurais, áreas urbanas, alunos, policiais militares, unidade da saúde da família e os povos indígenas de forma assertiva e com responsabilidade social.

DIA MUNDIAL DA ÁGUA

PROJETO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO REFERENTE AOS NÍVEIS DE MERCÚRIO NA REGIÃO AMAZÔNICA Em comemoração ao Dia Mundial da Água, a JIRAU ENERGIA relembra a ação referente ao tema. O projeto de P&D da JIRAU ENERGIA intitulado “Biomarcadores de Toxicidade de Mercúrio Aplicados ao Setor Hidrelétrico na Região Amazônica”

investiu R$ 4.730.200,08 em pesquisa para verificar o nível de mercúrio em amostras de peixes, alimento básico do homem amazônida e de leite materno nas bacias do Rio Madeira, em Rondônia, do Rio Tocantins, em Goiás e Maranhão, e do Rio Negro, no Amazonas. A pesquisa encerrada em 2017 abordou três eixos temáticos: aspectos ambientais e a dinâmica do mercúrio, metalômica e ictiofauna, metalômica e leite materno.

O projeto resultou em seis dissertações de mestrado e oito teses de doutorado, além de vários artigos científicos e seminários. Entre os vários achados, destaca-se a conclusão de que os altos teores de mercúrio no solo amazônico não estão diretamente associados ao garimpo – correlação que permeava o saber científico e popular até então. Prova disso é que, mesmo nos locais onde nunca ocorreu a atividade de garimpo, há altos índices do metal, segundo dados da pesquisa.

A rede de trabalho é formada por pesquisadores da UnB, do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), Instituto de Química de Araraquara (IQ-Ar/Unesp), Instituto de Biociências de Botucatu (IB/Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-Goiás) e Venturo Análises Ambientais. O projeto (P&D) nº 6631-0001/2012 congrega os resultados de nove teses de doutorado e seis dissertações de mestrado.

Acompanhe as ações executadas pelo empreendimento através do site:

www.jirauenergia.com.br

SUSTENTABILIDADE EM FOCO

JÁ PENSOU NA FALTA QUE ÁGUA FARIA NA SUA VIDA?

Desde criança, aprendemos que a água é fundamental para a vida na Terra. Encontrada em cerca de 70% da superfície do planeta, é responsável pelo surgimento e manutenção da vida. Desempenha o importante papel para a conservação da saúde, já que participa de todos os processos corporais. Há muita água no planeta, mas menos de 3 % da água do mundo é doce, da qual mais de 99% apresentam-se congelada nas regiões polares ou utilização pelo homem.

Os usos são diversos, entre outros, podemos destacar como item principal para a produção de alimentos e para a manutenção da vida no planeta Terra. Nos proporciona também lazer, transporte e geração de energia hidroelétrica. Portanto, reconhecer a importância da água e usá-la de forma racional e consciente é um dever de todos. Em alusão ao Dia Mundial da Água a equipe do Programa de Educação de Ambiental – PEA da Jirau Energia, realizou na última terça-feira (22) um tour pela Unidade Demonstrativa de Aprendizagem em Manejo Ambiental – UDAMA instalada nas dependências da sede da Associação do Observatório Socioambiental. A atividade foi executada com os alunos da E.M.E.F Nossa Senhora de Nazaré e SESI no intuito de sensibilizá-los sobre a importância desse elemento vital para os seres vivos mostrando as etapas de evolução da vida através do sistema hidropônico.

que sejam agentes multiplicadores. A atividade atendeu 144 pessoas entre alunos e professores de Nova Mutum Paraná e região. Os cenários são preocupantes, principalmente quanto à disponibilidade de recursos hídricos dentro dos padrões qualitativos e quantitativos aceitáveis, e no Brasil não é diferente, assim há de se pensar em uso consciente uma vez que os mesmos terão netos. Por este fato é que aumenta muito mais nossa responsabilidade sobre esse legado, fazendo com que tenhamos mais cuidado e responsabilidade tanto no uso quanto na “proteção” deste elemento e de suas fontes. Assim, quanto mais atividades de sensibilização visando a conscientização tivermos, mais podemos levar o conhecimento da importância em preservar o meio ambiente em que vivemos.

Alunos do colégio SESI em atividade alusiva ao Dia Mundial da Água

“Primeiramente gostaria de agradecer o passeio oferecido aos nossos alunos, pois são praticamente dois anos afastados da sala de aula presencial e esse momento de interação é muito importante. a UDAMA e o funcionamento da hidroponia, além .” Disse o professor Sidnei Bruno da Silva Pereira. Alunos do E.M.E.F. Nossa Senhora de

assistiram o vídeo “Economizar Água” da Turma da Mônica, reforçando as informações passadas para Essa é mais uma ação no âmbito dos Programa de Educação Ambiental e Comunicação Social da UHE Jirau.

Órgão licenciador:

ROYALTIES PAGOS PELA UHE JIRAU DE SETEMBRO DE 2013 A FEVEREIRO DE 2022, FORAM MAIS DE R$ 592 MILHÕES DE ROYALTIES PAGOS PORTO VELHO

R$ 14.223.777,01 RONDÔNIA

TOTAL

R$ 5.470.683,46

R$ 24.508.661,92

GOVERNO FEDERAL

R$ 4.814.201,45 TOTAL DE ROYALTIES PAGOS EM 2022

R$ 592.381.158,87

PORTO VELHO

R$ 300.354.831,15

RONDÔNIA

R$ 175.179.064,24

GOVERNO FEDERAL R$ 116.847.263,48

Na Constituição Federal, o artigo 20 define como bens da União, entre outros, os potenciais de energia hidráulica. Seu parágrafo primeiro assegura participação dos Estados, Distrito Federal, Municípios e Órgãos da administração direta da União, no resultado da exploração de recursos hídricos para fins de geração de energia elétrica ou a compensação financeira por esta exploração. Fonte: http://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/atlas/energia_hidraulica/4_11.htm

                         ƒƒŠ‹ŒŽ‘‰‡’Ž… “‚ ”  ” • –ƒ”—˜Œ‡Ž™Š™™™     ˆ™‡™™ŒŽ˜˜˜Ž˜š  ›œ   šžžžœ  

     JIRAU ENERGIA          @jirauenergia

         ­€ € Jirau Energia         ‚ ƒ„…ƒ†‡† JIRAU ENERGIA     ‚                  

         ‚ ƒ„…ƒ†‡†  ˆ     ‚  š•

  ‰           ‰                                        ­€  