Data Loading...

Revista de Bordo Austral 149/2022 - TAAG Linhas Aéreas de Angola Flipbook PDF

Revista de Bordo Austral - FEV-MAR/2022

CUNENE - POR TERRAS DO REI MANDUME

DURBAN - EMOÇÃO À BEIRA MAR


120 Views
70 Downloads
FLIP PDF 4.05MB

DOWNLOAD FLIP

REPORT DMCA

REVISTA DE BORDO INFLIGHT MAGAZINE

CUNENE

POR TERRAS DO REI MANDUME IN THE LAND OF KING MANDUME

DURBAN

EMOÇÃO À BEIRA-MAR EXCITEMENT AT THE SEASIDE

Nº 149 FEV MaR ° FEB MAR 2022

índice contents

isto é angola this is angola . 08 ROTA NACIONAL National Route . 10 PROPRIEDADE PUBLISHER TAAG Linhas Aéreas de Angola www.taag.com call center 923 190 000 DIRECTORA EXECUTIVA EXECUTIVE DIRECTOR Agnela Barros Wilper DIRECTORA EDITORIAL EDITORIAL DIRECTOR Ana Filipa Amaro COORDENADOR EDITORIAL EDITORIAL COORDINATOR Susana Gonçalves COLABORADORES CONTRIBUTORS Alexandra Aparício, Ana Maria de Oliveira, Antónia Onofre, António Piçarra, Arnaldo Santos, Aurora da Fonseca Ferreira, Carlos Brandão Lucas, Dario de Melo, Fernando Martins, Gilberto Capitango, Jaime Azulay, Januário Marra, Jomo Fortunato, José Luís Mendonça, Luandino Vieira, Luís Kandjimbo, Luísa Fançony, Maria da Conceição Neto, Maria João Grilo, Mário Rui Silva, Miguel Gomes, Nuno André, Octaviano Correia, Onofre dos Santos, Óscar Guimarães, Osvaldo Gonçalves, Paula Nunes, Pedro Cardoso, Pedro Vaz Pinto, Pepetela, Rosa Cruz e Silva, Salas Neto, Sérgio Piçarra FOTOGRAFIA PHOTOGRAPHY Carlos de Aguiar, Carlos Lousada, Henrique Neto, Pedro Soares, Vasco Célio TRADUÇÃO TRANSLATION Hélder Paulo PUBLICIDADE ADVERTISING DEPARTAMENTO COMERCIAL COMMERCIAL DEPARTMENT Sheila Godinho [email protected] Tel. (+244) 948 572 008 SECRETARIADO SECRETARIAT Aida Chimene [email protected] ADMINISTRAÇÃO, REDACÇÃO E PUBLICIDADE ADMINISTRATION, EDITION AND ADVERTISING Edicenter Publicações, Lda. Condomínio Boulevard, Via AL-16, Casa A02, Talatona, Luanda - Angola Tel.: (+244) 925 117 849 Email: [email protected]

ENTRE A TRADIÇÃO ZULU E O CARIL PICANTE BETWEEN ZULU TRADITION AND SPICY CURRY . 30

CONTO SHORT STORY. 48

PRIMEIRA CLASSE FIRST CLASS TELLAS PLATAFORMA DE STREAMING ANGOLANA ROTA INTERNACIONAL INTERNATIONAL ROUTE . 32 ANGOLAN STREAMING PLATFORM . 52 CLASSE EXECUTIVA RAIO X Business Class BENGUELA STREET X-RAY DANCERS . 36 O DESAFIO DO DESENVOLVIMENTO LONGO CURSO SUSTENTÁVEL LONG HAuL The sustainable A NOSTALGIA development DAS FESTIVIDADES challenge . 56 POPULARES NOSTALGIA FOR POPULAR INFORMAÇÕES TAAG FESTIVITIES . 42 TAAG INFORMATION . 61

EMBARQUE DOMÉSTICO domestic destination CUNENE POR TERRAS DO REI MANDUME IN THE LAND OF KING MANDUME . 14 luanda luanda KURAH RESTAURANT . 22 CONEXÃO INTERNACIONAL INTERNATIONAL CONNEctION DURBAN EMOÇÃO À BEIRA-MAR EXCITEMENT AT THE SEASIDE . 24

14

32

22 3

INVESTINDO NO FUTURO

editorial editorial

BEm-VINDO A BORDO WELCOME ABOARD

É

Neste contexto de esperança, a TAAG também se renova, procurando “transpor” os imensos obstáculos, “transformar-se” através de uma mudança estrutural e “transcender” a situação actual, reinventando-se e maximizando as suas receitas. In this context of hope, TAAG also renews itself, seeking to “overcome” the immense obstacles, “transform” itself through structural change and “transcend” the current situation, reinventing itself and maximizing its revenues.

com imensa satisfação que dialogamos consigo, desta vez num contexto em que, a nível global, se assiste ao diminuir das tensões, medos e inseguranças resultantes de uma pandemia inesperada. Verificam-se assim um novo alento e novas expectativas para a economia global. Neste contexto de esperança, a TAAG também se renova, procurando “transpor” os imensos obstáculos, “transformar-se” através de uma mudança estrutural e “transcender” a situação actual, reinventando-se e maximizando as suas receitas. Para o êxito desta intenção, queremos contar com olhares independentes que através de uma consultoria pontual possam efectuar um diagnóstico dos problemas que temos de resolver, propor e avaliar soluções. Como o nosso objectivo é a protecção da vida, continuamos a implementar todas as recomendações da Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) em todo o processo de viagem. Pretendemos também aumentar e reforçar a nossa cultura da segurança, com as acções mais adequadas e propícias. Pedimos-lhe, por tudo isso, que continue a confiar em nós e a voar com a TAAG seja por negócios, lazer ou outras motivações. A nossa frota tem estado a aumentar e a ser reestruturada e queremos oferecer-lhe mais voos domésticos e internacionais. Aproveite as promoções que temos vindo a efectuar e reiteramos que a nossa preocupação sempre foi oferecer-lhe um serviço de excelência. Estamos à sua disposição para tornar mais fáceis as suas viagens com as soluções Web disponíveis. Pode também efectuar os seus pagamentos através do Multicaixa Express, logo sem precisar de sair da página de reservas online do nosso website www.taag.com, garantindo o seu conforto. Recomendamos-lhe a leitura desta edição da revista, com temas muito diversificados, visando ir ao encontro da heterogeneidade dos passageiros. Não deixe de acompanhar as diversas informações imagens e visualizações sobre os diversos destinos Muito obrigada pela sua fidelidade. Boa Viagem e boa leitura! 5

I

t is with great satisfaction that we dialogue with you, this time in a context where, globally, tensions, fears and insecurities arising from from an unexpected pandemic are being reduced. In this way, there is a new breath and expectations for the world economy. In this context of hope, TAAG also renews itself, seeking to “overcome” the immense obstacles, “transform” itself through structural change and “transcend” the current situation, reinventing itself and maximizing its revenues. For the success our purpose, we want an independent look that, through a specific consultancy, can carry out a diagnosis of the problems that we have to solve, evaluate and propose solutions. As our goal is the protection of life, we continue to implement all recommendations from the International Civil Aviation Organization (ICAO) and the World Health Organization (WHO) throughout the travel process. We also intend to increase and reinforce our safety culture, with the most appropriate and favorable actions. We ask you, for all these reasons, that you continue to trust us and fly with TAAG, whether for business, leisure or other reasons. Our fleet has been increasing and being restructured and we want to offer you more domestic and international flights. Take advantage of the promotions we have been carrying out and we reiterate that our concern has always been to offer you an excellent service. We are at your disposal to facilitate your travels, with our available web solutions. You can also make your payment through Multicaixa Express, without having to leave the online booking page of our website www.taag.com, ensuring your comfort. We ask you that you read this edition of our inflight magazine with very diverse themes, in order to please all of passengers, so heterogeneous. Be sure to follow our various information, images and views about the various destinations. Thank you so much for your loyalty. Have a good flight ! Eduardo Fairen Soria Presidente da Comissão Executiva Chief Executive OffIcer

CHECK IN CHECK IN

CUNENE TERRA DE RESISTÊNCIA E PERSEVERANÇA LAND OF ENDURANCE AND PERSEVERANCE

C

om uma razoável parte do seu território dominada por planícies inóspitas e sedentas o Cunene tem sido, ao longo de séculos, cenário e testemunha das vidas de povos que, não sendo capazes de vencer a natureza, se adaptam às suas leis, resistindo às dificuldades e mantendo-se fiéis a si mesmos. No século XVIII, por ali se implantou e desenvolveu o Reino Kwanyama, que se opôs à ocupação colonial até à queda do seu último soberano, no início do século XX. Fomos em busca da história de Mandume, o jovem rei que defendeu o seu povo até à morte, e descobrimos como se tornou uma lenda.

W

ith a sizable part of its territory dominated by inhospitable and dry plains Cunene has been, for centuries, the stage and witness of the lives of peoples who, unable to overcome nature, have adapted to its laws, endured difficulties, and remained true to themselves. In the 18th century, the Kwanyama Kingdom was established and thrived there. The kingdom fought colonial occupation until the fall of its last king in the early 20th century. We went in search of the story of Mandume, the young king who defended his people to death, and discovered how he became a legend.

FOTO PHOTO: ISTOCKPHOTO

A Direcção da Revista Austral The Editorial Management of Austral Magazine 6

ISTO É ANGOLA THIS IS ANGOLA

GARCIA DONDO, ARTESÃO NO SEU ATELIER NO NAMIBE. GARCIA DONDO, ARTISAN IN HIS ATELIER IN NAMIBE. FOTO PHOTO: VASCO CÉLIO

8

9

rota nacional NATIONAL ROUTE

CULTURA E ARTES ASSINALAM ANIVERSÁRIO DIA DA CIDADE DE LUANDA CULTURE AND ARTS MARK ANNIVERSARY LUANDA CITY DAY

C

ompletaram-se no passado dia 25 de Janeiro 446 anos sobre a fundação da então baptizada cidade de São Paulo de Assunção de Loanda. O aniversário foi assinalado com uma série de iniciativas que reuniram artistas das mais variadas artes que assim demonstraram o seu amor pela capital angolana. No recém-inaugurado espaço Prova D’Arte Miramar decorreram eventos inseridos no projecto Histórias e Estórias de Luanda, como o concerto Canções de Luanda, que uniu artistas de diferentes gerações; uma Sentada Luandense, baseada numa conversa com Carlos Lamartine, Cirineu Bastos e Roldão Ferreira; uma Serenata a Luanda; uma mostra de trova e poesia da responsabilidade do Movimento Lev’Art; a entrega de prémios de um concurso radiofónico e a exibição de um filme sobre Luanda. O Centro Recreativo e Cultural Kilamba recebeu a terceira edição do festival Cantares da Terra, com a presença de cinco grupos de música e teatro dos distritos da Maianga, Sambizanga, Prenda e Ngola Kiluanje. O Palácio de Ferro acolheu a exposição “Mendes Ribeiro e a cidade de Luanda”, com vinte obras produzidas entre 1984 e 2004 e em que o artista retrata o quotidiano que conheceu na cidade que o acolheu e adoptou. A contemporaneidade marcou presença no Hotel Intercontinental Luanda, onde esteve patente a mostra colectiva de artes plásticas “Minha Luanda”, uma iniciativa do projecto Cucarte destinada a revelar o talento dos jovens artistas oriundos das zonas periféricas da capital. Kondii Kiyambo, Johnson Mufaba,

Prenda and Ngola Kiluanje. The Iron Palace hosted the exhibition "Mendes Ribeiro and the city of Luanda", showcasing twenty works produced between 1984 and 2004 in

O

Danick Bumba, Benigno Tengo, Gato Preto, Hiara Guerra, Imaculada Tchitanga, Maiomona Vua, Yasiel e Uólofe Griot são alguns dos autores das 48 obras expostas. A sede do Instituto Sapiens, em Luanda, recebeu a exposição “Génese”, da artista plástica Daniela Ribeiro, composta por 24 obras que revelam a identificação humanista e irreverente da artista, bem como a sua ligação à natureza e liberdade artística. A literatura não deixou passar a data em branco e, enquanto o escritor Manuel Rui escolheu o dia da cidade para lançar a obra poética "Do Rio ao Mar", numa cerimónia realizada na União dos Escritores Angolanos, o Shopping Fortaleza acolheu uma Feira do Livro, numa iniciativa da Associação Angolana de Editores de Livros Escolares. A cidade foi ainda a musa inspiradora da estilista Soraya da Piedade, que a homenageou através do lançamento da colecção “Abstract Collection”, com uma sessão fotográfica realizada no monumento do soldado desconhecido.

n January 25, 446 years have passed since the foundation of the then baptized city of São Paulo de Assunção de Loanda. The anniversary was marked with a series of initiatives that brought together artists of the most varied arts, who demonstrated their love for the Angolan capital. In the recently inaugurated Prova D'Arte Miramar, events took place as part of the History and Stories of Luanda Project, which included the concert Canções de Luanda (Luanda Songs), which brought together artists of different generations; the Sentada Luandense (Luanda Get Together), based on a conversation with Carlos Lamartine, Cirineu Bastos and Roldão Ferreira; the Serenata a Luanda (Serenade to Luanda); a show of trova and poetry by Movimento Lev'Art; the awarding of prizes in a radio contest, and the screening of a film about Luanda. The Kilamba Recreational and Cultural Center hosted the third edition of the Cantares da Terra festival, with the participation of five music and theater groups from the districts of Maianga, Sambizanga,

10

which the artist portrays the daily life he experienced in the city that welcomed and adopted him. Contemporary works were on display at the Hotel Intercontinental Luanda, where a collective exhibition of plastic arts named "My Luanda" was held, an initiative of the Cucarte project aimed at showcasing the talent of young artists from the peripheral areas of the capital city. Kondii Kiyambo, Johnson Mufaba, Danick Bumba, Benigno Tengo, Gato Preto, Hiara Guerra, Imaculada Tchitanga, Maiomona Vua, Yasiel and Uólofe Griot are some of the authors of the 48 works exhibited. The headquarters of the Sapiens Institute, in Luanda, hosted "Génese", an exhibition by artist Daniela Ribeiro, composed of 24 works that reveal the humanist and irreverent identification of the artist, as well as her connection to nature and artistic freedom. Literature did not let the date pass it by; so, while author Manuel Rui chose the city's day to publish the poetic work "From the River to the Sea", in a ceremony held at the Association of Angolan Writers, Shopping Fortaleza hosted a Book Fair, an initiative of the Angolan Association of School Book Publishers. The city was also the inspiring muse of fashion designer Soraya da Piedade, who paid homage to the city through the launching of the "Abstract Collection", with a photo shoot held at the monument of the unknown soldier.

rota nacional NATIONAL ROUTE

CELEBRAÇÃO DO CINEMA ANGOLANO

ESPAÇO À LEITURA SPACE TO READING

BIENAL DE LUANDA PROMOÇÃO DA PAZ E DA CULTURA

CELEBRATING ANGOLAN CINEMA

LUANDA BIENNALE PROMOTION OF PEACE AND CULTURE

Recentemente inaugurada, a Livraria da Editora Mayamba, localizada no nº 13 da Rua da Liga Nacional Africana, assinalou o Dia da Cultura Nacional com uma Feira do Livro subordinada ao tema “Leitura ao Alcance de Todos”. O novo espaço promete manter-se activo com iniciativas como o "Escritor do Mês”, que abriu com Manuel Rui Monteiro, em Dezembro de 2021, e prosseguiu com Luís Fernando no primeiro mês de 2022. Recently inaugurated, the Mayamba Publishing House Bookstore, located at No. 13 on Rua da Liga Nacional Africana, marked National Culture Day with a Book Fair held under the theme "Reading Within Reach of Everyone." The new publishing hose plans to remain active with initiatives such as the "Writer of the Month", which opened with Manuel Rui Monteiro in December and continued with Luís Fernando in the first month of 2022.

A

cidade capital acolheu, entre 27 de Novembro e 2 de Dezembro, a segunda edição do “Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz”, realizada numa versão híbrida, devido à pandemia da Covid 19, sendo transmitida em directo na “Biennale TV”. Celebrada sob o tema da União Africana de 2021, “Artes, Cultura e Património: Alavancas para a Construção da África que Queremos”, a Bienal contou com os eventos do Festival das Culturas e fóruns temáticos. Na cerimónia de encerramento foi lançada a Aliança de Parceiros, uma parceria global, multi e intersectorial para a cultura de paz.

F

rom November 27 through December 2, the capital city hosted the second edition of the "Pan-African Forum for the Culture of Peace". Due to the Covid 19 pandemic, it was held in hybrid format and was broadcast live on "Biennale TV". Celebrated under the 2021 African Union theme, "Arts, Culture and Heritage: Drivers for Building the Africa We Want," the Biennale featured Festival of Cultures events and thematic forums. At the closing ceremony, the Partners Alliance, a global, multi and intersectoral partnership for the culture of peace, was launched,. 11

Escrito e realizado por Ery Claver, o filme “Nossa Senhora da Loja do Chinês” foi recentemente exibido em seis sessões de cinema privadas levadas a cabo no espaço da Geração 80, no Bairro de Alvalade, em Luanda. Amigos da produção e amantes de cinema juntaram-se à equipa técnica e actores para assistir à projecção da primeira longa-metragem de ficção do realizador angolano, um conto urbano que relata as mudanças produzidas num bairro de Luanda, quando um comerciante chinês traz para a sua loja uma singular imagem de plástico de Nossa Senhora. Written and directed by Ery Claver, the film “Nossa Senhora da Loja do Chinês” ("Our Lady of the Chinese Shop") was recently screened in six private sessions held at Geração 80, in the Alvalade neighborhood, in Luanda. Friends of the production and film lovers joined the technical crew and actors to attend the screening of the Angolan director's first fiction feature film, an urban tale of the changes that take place in a Luanda neighborhood when a Chinese merchant brings to his store a unique plastic image of Our Lady.

rota nacional NATIONAL ROUTE

CHÁ DE CAXINDE 33 ANOS A PROMOVER CULTURA CHÁ DE CAXINDE 33 YEARS PROMOTING CULTURE

IN MEMORIAM EMÍDIO CANHA IN MEMORIAM EMÍDIO CANHA

Celebraram-se, a 28 de Janeiro, os 33 anos da fundação da Associação Cultural e Recreativa Chá de Caxinde, a primeira associação angolana proclamada após a independência, em cerimónia que decorreu no Hotel Panorama. Ao longo de mais de três décadas, desenvolveu inúmeras actividades culturais como a realização de palestras e debates; teatro; residências artísticas de Artes Plásticas; eventos de moda e concursos diversos. Fundou uma editora e livraria e uma escola de dança e fez história no Carnaval de Luanda com o grupo “Unidos do Caxinde”. On January 28, the 33rd anniversary of the Chá de Caxinde Cultural and Recreational Association, the first Angolan association created after independence, was celebrated in a ceremony held at Hotel Panorama. For over three decades, the association has organized numerous cultural events, such as lectures and debates; theater; art residencies for Visual Arts; fashion events and various competitions. It started a publishing house and bookstore and a dance school and made history in the Luanda Carnival with the "Unidos do Caxinde" carnival group.

SEMBA PATRIMÓNIO NACIONAL SEMBA - NATIONAL HERITAGE

F

aleceu no passado dia 8 de Dezembro, em Lisboa, Emídio Canha, colaborador da revista Austral e profissional da TAAG, onde esteve 10 anos ao serviço da sua Comunicação. Foi um dos pioneiros do Grupo Executive e ao longo de mais de 20 anos serviu as várias empresas do grupo, Executive Center, Edicenter - Publicações Lda, Espacos Lda e Iona Comunicação e Marketing Lda. Fotógrafo, produtor, gestor da Espaços, desempenhou todas estas tarefas com dedicação e profissionalismo, conquistando amigos por onde passava. Foi também um profissional do cinema angolano e passou ainda pela TPA. Era um Homem respeitado pelo país que o acolheu. Era um angolano por direito.

E

mídio Canha, a collaborator of Austral magazine and an employee of TAAG, where he worked for 10 years in the communications department, passed away on December 8 last year, in Lisbon. He was one of the pioneers of the Executive Group and for over 20 years he served the various companies in the group, Executive Center, Edicenter - Publicações Lda, Espaços Lda and Iona Comunicação e Marketing Lda. A photographer, producer, and the manager of Espaços, he performed all his duties with dedication and professionalism, making friends wherever he went. He was also a professional in Angolan cinema and worked for TPA. He was a man respected by the country that welcomed him. He was an Angolan by right. 12

No âmbito de um fórum realizado recentemente no Museu de História Natural, em Luanda, visando a padronização do semba, Cecília Gourgel, directora do Instituto Nacional do Património Cultural, declarou a intenção do Ministério da Cultura Turismo e Ambiente de elevar este estilo musical a Património Cultural Imaterial de Angola. Cantores como Dom Caetano ou Carlos Lamartine, que participavam no fórum, manifestaram-se naturalmente satisfeitos com a notícia. During a forum recently held at the Natural History Museum, in Luanda, aimed at standardizing the semba, Cecília Gourgel, director of the National Institute of Cultural Heritage, announced the intention of the Ministry of Culture, Tourism and Environment to elevate this musical style to the category of Intangible Cultural Heritage of Angola. Singers such as Dom Caetano and Carlos Lamartine, who participated in the forum, expressed their satisfaction with the news.

TURISMO

TOURISM

24

22 14

CONEXÃO INTERNACIONAL INTERNATIONAL CONNEctION DURBAN

EMBARQUE DOMÉSTICO domestic destination

Emoção à beira-mar Excitement at the seaside 24

CUNENE Por terras do Rei Mandume In the land of King Mandume 14

Entre a tradição zulu e o caril picante Between zulu tradition and spicy curry 30

LUANDA LUANDA

rOTA INTERNACIONAL INTERNATIONAL ROUTE

KURAH RESTAURANT O primeiro restaurante de assinatura em Angola The first signature restaurant in Angola 22

Uma agenda pelo mundo fora An agenda around the world 32 13

embarque doméstico Domestic Destination

À DISTÂNCIA DE UM VOO PARA ONDJIVA A localidade de Oihole dista cerca de 45 kms de Ondjiva, pela estrada que segue até à fronteira com a Namíbia. A TAAG opera duas frequências semanais entre Luanda e o Aeroporto 11 de Fevereiro, na capital do Cunene: TERÇAS E SEXTAS LuandaOndjiva 11h45 Ondjiva-Luanda 14h35. AT THE DISTANCE OF A FLIGHT TO ONDJIVA The town of Oihole is about 45 kms from Ondjiva, travelling by the road that leads to the border with Namibia. TAAG operates two weekly flights between Luanda and the 11 de Fevereiro Airport, in the capital of Cunene: TUESDAYS AND FRIDAYS Luanda-Ondjiva 11:45am Ondjiva-Luanda 02:35pm

14

CUNENE

POR TERRAS DO REI MANDUME IN THE LAND OF KING MANDUME TEXTO TEXT: SUSANA GONÇALVES FOTO PHOTO: ARQUIVO ARCHIVE

A

travessado pelo rio que lhe dá o nome mas que nem sempre consegue mitigar os efeitos das secas cíclicas, o território da província do Cunene, apesar das suas condições extremas, é habitado desde há milhares de anos por populações que se adaptaram ao seu ambiente adverso. Os mais antigos serão os Khoisan, que os modernos testes de ADN confirmam como descendentes das primeiras comunidades humanas. Sempre de ar sorridente, procuramos por eles nos pequenos e isolados vilarejos onde tentam conciliar os seus hábitos milenares com as actuais

C

rossed by the river it is named after, which is not always able mitigate the effects of cyclical droughts, the territory of the Cunene province, despite its extreme conditions, has been inhabited for thousands of years by populations that have adapted to the adverse environment. The oldest are the Khoisan, whom modern DNA tests confirm are descendants of the first human communities. Always smiling, we look for them in the small and isolated villages where they try to reconcile their ancient habits with the current ways of living. Later,

1 15

embarque doméstico Domestic Destination

Paramos para observar as três folhas gigantes de Omufiati que se destacam à volta do túmulo, como que vergadas e protectoras, aludindo aos três companheiros de Mandume tombados na batalha de Oihole. We pause to observe the three giant Omufiati leaves that stand out around the tomb, as if bent and protective, alluding to Mandume's three fallen comrades in the battle of Oihole.

formas de viver. Mais tarde, aqui chegaram em busca de uma vida melhor Ovambos (com destaque para os Kwanyamas e os Kwamatos), Hereros (como os Himbas), Nyaneka-Nkhumbi, Nganguelas ou Tchokwes, povos que por aqui se estabeleceram, tirando o partido possível das zonas de pastagem o que os obrigava, como ainda hoje, a praticar uma pastorícia de transumância. O Cunene é a terra dos imbondeiros gigantes que brotam, resistentes, nas planícies secas

que enfeitam com o seu porte colossal e que captam o olhar do forasteiro. Um deles, impressionante nos seus quase 30 metros de diâmetro, anuncia-se como o maior de Angola e um dos maiores do mundo, na pequena localidade de Péu Péu, perto de Xangongo. O Cunene é também a terra onde o rio, na linha que o torna fronteira, se afunila entre desfiladeiros e segue impetuoso até se despenhar nas quedas de Ruacaná, outro dos tesouros da província.

1 Os Hereros, protagonistas e testemunhas do passado e presente do Cunene. The Hereros, protagonists and witnesses of the past and present of Cunene. 2 O túmulo no Complexo Memorial do Rei Mandume. The tomb at the King Mandume Memorial Complex. 3 Cunene, o rio que dá o nome à província. Cunene, the river that gives the province its name.

2

16

the Ovambos (especially the Kwanyamas and the Kwamatos), Hereros (like the Himbas), Nyaneka-Nkhumbi, Nganguelas or Tchokwes, people who settled here in search of a better life, took advantage of the grazing areas, which forced them, as they still do today, to practice transhumance herding. Cunene is the land of the giant baobab trees that sprout in the dry plains that decorate the landscape with their colossal size and catch the eye of the visitor. In the small town of Péu Péu, near Xangongo, one of them, an impressive almost 30-meter diameter baobab, stands out as the largest in Angola and one of the largest in the world. Cunene is also the land where the river, in the line that makes it the border, tapers off between gorges and continues impetuous until it crashes into the falls of Ruacaná, another of the treasures of the province. But this time around, what brings us to Cunene is the discovery of the story of one of its heroes, Mandume, the king who revolutionized the lives of the Kwanyamas and challenged the colonial power, eventually becoming a national hero. When, in 1885, the Berlin Conference assigned to Portugal

Mas, desta vez, o que nos leva ao Cunene é a descoberta da história de um dos seus heróis, Mandume, o rei que revolucionou a vida dos Kwanyamas e desafiou o poder colonial, acabando por tornar-se um herói nacional. Quando, em 1885, a Conferência de Berlim atribuiu a Portugal os territórios a norte do rio Cunene e à Alemanha os da margem sul, hoje Namíbia, os poderes coloniais apressaram-se a ocupar efectivamente as regiões que lhes foram atribuídas, não sem enfrentarem

tígios dessas batalhas, como as várias Embalas de reinos antigos, como a de Oipembe, onde Mandume reunia com os seus guerreiros, e as famosas Cacimbas da Môngua, onde se disputaram os preciosos pontos de água que representavam toda a diferença nesta terra árida. A coragem do rei Mandume chegou a ser elogiada pelo general Pereira de Eça, um dos militares portugueses nomeados para o enfrentar, que na sua biografia referiu: “Vou terminar, como é de justiça, fazendo também o elogio do adversário, cuja bravura foi inexcedível…”.

a resistência de Kwamatos e Kwanyamas — cuja cavalaria era temida. As intenções dos colonizadores foram, assim, adiadas até ao final da década de 1910, concretizando-se apenas após a morte de Mandume ya Ndemufayo, o 17º e último rei Cuanhama que se pôs às tropas coloniais portuguesas, alemãs e inglesas que pretendiam ocupar os territórios do seu reino. Por terras do Cunene travaram-se batalhas históricas, como a do Vau do Pembe, em 1904, ou a de Môngua, em 1915. Há pela província ves-

GUERREIRO LENDÁRIO Saímos de Ondjiva em direcção à fronteira de Santa Clara, atravessando Namacunde e virando por um insuspeito caminho, à esquerda, para encontrar, cerca de 12 kms à frente, um dos marcos turísticos do Cunene, o Complexo Memorial do Rei Mandume, obra que reconhece o simbolismo do soberano. Pelo caminho, vamos recordando a sua vida. Nascido em 1884, em Embulunganga, no território do independente Reino Cuanhama, subiu ao trono em 1911 e até 1917 manteve forte resistência aos colonizadores graças a alianças com os restantes povos Ovambos locais. Quando os colonizadores começaram a ganhar terreno e os aliados o abandonaram, Mandume foi obrigado a retirar-se para Ohiole, onde morreu em 1917, em combate, dizem os inimigos, suicidando-se para não ser capturado, garantem os seus homens. É precisa-

3

17

the territories north of the Cunene River, and to Germany those on the south bank, which now make up Namibia, the colonial powers rushed to effectively occupy the regions assigned to them, but not without facing resistance from the Kwamatos and the Kwanyamas — whose cavalry was feared. The objectives of the colonizers were thus delayed until the end of the 1910s, only materializing after the death of Mandume ya Ndemufayo, the 17th and last Kwanyama king who stood up to the Portuguese, German, and English colonial troops that intended to occupy the territories of his kingdom. Historical battles were fought in Cunene, such as the Vau do Pembe battle, in 1904, or the Môngua battle, in 1915. There are traces of these battles throughout the province, such as the various Embalas of ancient kingdoms, like the Oipembe, where Mandume met with his warriors, and the famous Cacimbas da Môngua, where they fought over the precious water sources that made all the difference in this arid land. The courage of King Mandume was even praised by General Pereira de Eça, one of the Portuguese military officers appointed to fight him, who said in his biography: "I will end, as is only fair, by also praising the opponent, whose bravery was unsurpassed ...". A LEGENDARY WARRIOR We leave Ondjiva and move towards the border of Santa Clara, crossing Namacunde and turning left on an unsuspected path to find, about 12

embarque doméstico Domestic Destination

4 No Cunene encontramos várias Embalas de Reis locais. In Cunene we find several Embalas of local Kings.

4

5 Em Xangongo, um velho marco recorda as guerras travadas por Mandume contra as tropas portuguesas. In Xangongo, an old landmark recalls the wars fought by Mandume against Portuguese troops. 6 O Cunene é terra de descendentes dos Khoisan, dos mais antigas comunidades do planeta. Cunene is the land of descendants of the Khoisan, one of the oldest communities on the planet.

mente no local onde terá perdido a vida que foi inaugurado, no ano 2002, o Complexo do Memorial que agora visitamos e que inclui, além do túmulo do rei, um centro de congressos preparado para receber diversos tipos de eventos e instalações hoteleiras. Começamos por descobrir, nas imediações do túmulo, uma representação de um kimbo Kwanyama, que nos revela algumas tradições deste povo, tão repletas de simbolismo. Apressamo-nos a seguir para o túmulo, que só pode ser visitado até ao pôr-do-sol. Para acedermos ao espaço sagrado cumprimos alguns rituais simples. Explicam-nos que temos de percorrer, pela direita e sem nunca voltar para trás, o corredor que rodeia o sepulcro, cercado por troncos de Omufiati — a árvore sagrada dos Kwanyamas — que simbolizam homens e mulheres unidos em torno do soberano na defesa do seu reino. Pelo chão, os mosaicos retratam algumas das ar-

5

18

kms ahead, one of the tourist landmarks of Cunene, the King Mandume Memorial Complex, a place that pays homage to the symbolism of the king. On the way, we remember his life. Born in 1884, in Embulunganga, in the territory of the independent Kwanyama Kingdom, he ascended the throne in 1911 and until 1917 maintained strong resistance to the colonizers thanks to alliances with the other local Ovambos. When the colonizers began to gain ground and the allies abandoned him, Mandume was forced to retreat to Ohiole, where he died in 1917, in combat, his enemies say, committing suicide so as not to be captured, his men guarantee. It is precisely in the place where he lost his life that the Memorial Complex was inaugurated in 2002, which we are now visiting and which includes, besides the king's tomb, a convention center, designed to host different types of events, and hotels. We begin by discovering, in the vicinity of the tomb, a representation of a Kwanyama kimbo, which reveals to us some of the traditions of this people, so full of symbolism. We hurry on to the tomb, which can only be visited until sunset. In order to access the sacred space, we perform a few simple rituals. We are told that we have to walk, to the right and never turn back, go down the corridor that encircles the tomb, surrounded by trunks of Omufiati — the sacred tree of the Kwanyamas — which symbolize men and women united around the king in defense of his kingdom. On the floor, mo-

embarque doméstico Domestic Destination

6

ONDE DORMIR WHERE TO SLEEP

Em Ondjiva encontramos, no centro da cidade, os principais hotéis da província, o Águia Verde Hotel (+244 934 044 444/+244 934 940 310), o Villa Okapale (+244 923 850 901 ou [email protected] com), o SOS Motel (+244 923 104 847) ou a Pensão Maroka (+244 934 718 783). In Ondjiva we find, in the center of the town, the main hotels of the province, the Águia Verde Hotel (+244 934 044 444/+244 934 940 310), the Villa Okapale (+244 923 850 901 or [email protected]), the SOS Motel (+244 923 104 847) or Pensão Maroka (+244 934 718 783).

folhas gigantes de Omufiati que se destacam à volta do túmulo, como que vergadas e protectoras, aludindo aos três companheiros de Mandume tombados na batalha de Oihole. São estas três folhas que suportam um anel decorado com pequenas figuras humanas e que simboliza a aliança africana. Esperamos a nossa vez para prestar, finalmente, homenagem ao rei Mandume, depositando sobre o seu túmulo e com uma pequena vénia, os ramos e as folhas de Omufiati que nos foram entregues à entrada do recinto. À saída, lemos a citação que é atribuída ao rei, em resposta a uma ameaçadora carta dos portugueses para forçar a sua rendição e evitar a ocupação da região por tropas britânicas: “Se os ingleses me procuram, estou aqui; e eles podem vir e montar-me um ardil, não farei o primeiro disparo, mas eu não sou um cabrito nas mulolas, sou um homem (…) e lutarei até gastar a minha última bala (…) O meu coração diz-me que não fiz nada de mal”.

mas e instrumentos utilizados por Mandume durante a vida. Para acedermos ao local onde repousa o corpo decapitado do rei (a sua cabeça terá sido levada pelo regime inglês sul-africano para ser exibida em várias cidades da Namíbia afim de espalhar e implantar o medo entre as populações resistentes), temos de subir três degraus, que remetem para os poderes político, jurídico e económico. O último degrau suporta um novo muro de troncos, desta vez, explicam-nos, simbolizando o gado que está na base da economia dos Kwanyamas. Paramos para observar as três 20

saics depict some of the weapons and instruments used by Mandume during his life. To access the place where the decapitated body of the king lies (his head was taken by the English South African regime to be displayed in several cities in Namibia to spread and instill fear among the resistant populations), we have to climb three steps, which represent the political, legal and economic powers. The last step supports a new wall of logs which, we are told this time around, symbolize the cattle that is the basis of the Kwanyamas' economy. We pause to observe the three giant Omufiati leaves that stand out around the tomb, as if bent and protective, alluding to Mandume's three fallen comrades in the battle of Oihole. It is these three leaves that support a ring decorated with small human figures that symbolize the African alliance. We waited our turn to finally pay homage to King Mandume, placing on his tomb, with a small bow of the head, the Omufiati branches and leaves that were given to us at the entrance. As we left, we read a quote that is attributed to the king, in response to a threatening letter from the Portuguese to force his surrender and avoid the occupation of the region by British troops: "If the English are looking for me, I am here; and they can come and set me up, I will not fire the first shot, but I am not a goat, I am a man (...) and I will fight until my last bullet (...) My heart tells me I have done nothing wrong".

LUANDA LUANDA

KURAH RESTAURANT O PRIMEIRO RESTAURANTE DE ASSINATURA EM ANGOLA THE FIRST SIGNATURE RESTAURANT IN ANGOLA TEXTO TEXT: SUSANA GONÇALVES FOTO PHOTO: CEDIDAS COURTESY

O

currículo do Chef Ricardo Helton não deixa dúvidas: é um apaixonado pela gastronomia e a sua dedicação à arte que venera já lhe valeu reconhecimento nacional e internacional. Estudou cozinha e pastelaria em França, Inglaterra e Bruxelas e teve um espaço em Lisboa, antes de regressar a Angola, onde trabalhou em vários restaurantes. Recrutou e formou novos talentos no sector, trabalhou com a Escola de Hotelaria e Restauração de Talatona e criou a “Unic by Chefes”, no segmento de catering para empresas. Recentemente, foi o chef escolhido pela Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas para representar Angola no livro “A Tour of African Gastronomy”. Ao longo das duas décadas que leva desta paixão, alimentou a ideia de ter o seu próprio espaço, um restaurante de assinatura, pensado ao pormenor, do menu e da carta de vinhos e cocktails (a renovar a cada seis meses), à apresentação imaculada da sala, das mesas e da equipa. O primeiro restaurante de assinatura de um chef de cozinha angolano “é um sonho realizado”, confessa Ricardo Helton. “Kurah significa ‘foco, determinação e amor ao tra-

C

balho’, num conceito budista”, explica, acrescentando que este é o resultado do esforço de uma equipa de 60 profissionais que “trabalham pela excelência”, que reuniu ao longo dos anos e que se transformaram numa família. Em plena pandemia, onde

hef Ricardo Helton's resume leaves no doubt: he is passionate about gastronomy and his dedication to the art he worships has already earned him national and international recognition. He studied cooking and pastry in France, England and Brus-

22

sels and had a business in Lisbon, before returning to Angola, where he worked in several restaurants. He recruited and trained new talents in the sector, worked with the Hotel and Catering School of Talatona and created "Unic by Chefes", which operates in the corporate catering segment. Recently, he was the chef chosen by the United Nations World Tourism Organization to represent Angola in the book "A Tour of African Gastronomy". Over the two decades that he has been carrying this passion, he has nurtured the idea of having his own business, a signature restaurant, thought out in detail, from the menu and the wine and cocktail list (to be renewed every six months), to the immaculate presentation of the room, tables and staff. The first signature restaurant by an Angolan chef "is a dream come true," confesses Ricardo Helton. "Kurah means 'focus, determination, and love for work,' in a Buddhist concept," he explains, adding that this is the result of the effort of a team of 60 professionals, built over the years, who "work for excellence," and have become a family. In the middle of the pandemic, where many saw difficulties, the chef saw opportunities and decided to start the

muitos viram dificuldades, o chef viu oportunidades e decidiu arrancar com o projecto. O Kurah abriu em Junho de 2021 e a previsão cumpriu-se. A localização, numa zona de serviços, e o facto de proporcionar experiências gastronómicas únicas, ajudaram. “Temos atingido números nunca alcançados em anos sem pandemia. Em seis meses, o Kurah já é uma marca”, revela. Além do restaurante de assinatura, o Kurah inclui outros espaços, repletos desde a estreia; o Garden, uma casa de chá com padaria e pastelaria francesa que encerra ao final da tarde e que dá lugar ao Jardim do Kurah, um lounge ao ar livre; e o Kurah Privé, onde é possível desfrutar de soft foods e cocktails num ambiente mais privado. Tendo como lema o “Respeito pelos Ingredientes”, o Kurah está focado na criação de novas tendências. Atento ao que se faz lá fora, cria propostas de fusão, sempre com um toque típico. Usando ingredientes de produção nacional de qualidade inegável, como “o peixe, o marisco ou hortícolas”, oferece surpresas, a começar pelas

do couvert, com paté de azeitona e rama de batata, manteiga de ginguba e tábuas de queijos e enchidos locais. Os sabores angolanos espalham-se pela refeição, como destaca o Chef, referindo algumas das estrelas do menu: “O Fillet Migon D’Or com risotto de cogumelos selvagens e tortulho (o cogumelo seco nacional); o prego de kimbumbu, o atum local; a polenta de fuba de milho com queijo parmesão e molho de carnes; o caril de lagosta com 19 especiarias; as costeletas de borrego com arroz de enchidos e molho demi-glace; e o cheesecake, cuja base é a cocada, um dos quitutes doces da nossa terra…”

O primeiro restaurante de assinatura de um chef de cozinha angolano “é um sonho realizado”, confessa Ricardo Helton. The first signature restaurant by an Angolan chef "is a dream come true," confesses Ricardo Helton.

CONTACTOS CONTACTS

Condomínio Palanca Negra, nº 28 Talatona, Luanda TEL (+244) 940 838 220 EMAIL

[email protected] HORÁRIO SCHEDULE

Aberto de 3ª a Domingo RESTAURANTE das 12h às 22h GARDEN das 8h às 22h Open from Tuesday through Sunday RESTAURANT from noon through 10 pm GARDEN from 8 am through 10 pm 23

project. Kurah opened in June 2021 and the prediction came true. The location, in a service area, and the fact that it provides unique dining experiences, helped. "We have achieved numbers never recorded in non-pandemic years. In six months, Kurah is already a brand," he reveals. In addition to the signature restaurant, Kurah includes other spaces that have been busy since the opening; the Garden, a tea house with French bakery and pastries that closes in the evening and gives way to the Kurah Garden, an outdoor lounge; and the Kurah Privé, where soft foods and cocktails can be enjoyed in a more private setting. With the motto "Respect for Ingredients", Kurah is focused on creating new trends. We monitoring what is being done abroad and create fusion proposals, always with a typical touch. Using locally produced ingredients of undeniable quality, such as "fish, seafood or vegetables", it offers surprises, starting with the couvert, which includes olive and potato pâté, peanut butter and local cheese and sausage boards. Angolan flavors are spread throughout the meal, as the Chef highlights, mentioning some of the stars of the menu: "The Fillet Migon D'Or with wild mushroom risotto and tortulho (national dried mushroom); the local tuna fish sandwich; the cornmeal polenta with parmesan cheese and meat sauce; the lobster curry with 19 spices; the lamb chops with sausage rice and demiglace sauce; and the cheesecake, whose base is cocada, one of the sweet delicacies of our land..."

conexão internacional International Connection

A TAAG VOA PARA JOANESBURGO (3ªS, 5ªS E SÁBADOS) E CIDADE DO CABO (5ªS E DOMINGOS), DESTINOS A PARTIR DOS QUAIS CHEGARÁ A DURBAN. TAAG FLIES TO JOHANNESBURG (TUESDAYS, THURSDAYS AND SATURDAYS) AND CAPE TOWN (THURSDAYS AND SUNDAYS), DESTINATIONS FROM WHICH IT WILL ARRIVE IN DURBAN.

1 24

DURBAN

EMOÇÃO À BEIRA-MAR EXCITEMENT AT THE SEASIDE TEXTO TEXT: PAULA NUNES FOTO PHOTO: ISTOCKPHOTO

B

anhada pelas águas cálidas do Índico, espraiando-se pelas areias mornas graças ao calor do sol que as ilumina ao longo de quase todo o ano, Durban – ou eThekwini, “baía” ou “lagoa” em zulu – transformou-se num dos mais concorridos destinos de férias da África do Sul. Escolhida por muitos turistas nacionais, atrai também muitos estrangeiros com as suas condições ideais para a prática de desportos aquáticos como o surf, o kitesurf, o bodyboard ou o mergulho, apenas para citar alguns. Será por tudo isso que a imagem que melhor a representa é a da sua Golden Mile. Na verdade esta marginal mede 3,7 milhas, cerca de seis quilómetros, ao longo dos quais nos cruzamos com todos os tipos de desportistas: corredores, ciclistas, patinadores, praticantes de caminhada ou simples banhistas com quem nos misturamos enquanto procuramos dar atenção a

B

athed by the warm waters of the Indian Ocean, spread over warm sands thanks to the heat of the sun that illuminates them almost all year round, Durban - or eThekwini, "bay" or "lagoon" in Zulu - has become one of the most popular vacation destinations in South Africa. The choice of many domestic tourists, it also attracts many foreigners due to its ideal conditions for water sports such as surfing, kitesurfing, bodyboarding, and diving, to name a few. It is for all these reasons that the image that best represents it is that of its Golden Mile. In fact, this waterfront measures 3.7 miles, about six kilometers, along which we come across all kinds of sportspeople: runners, cyclists, skaters, walkers, or simple bathers with whom we mingle while trying to pay attention to everything that is happening around us: the fascinating mix of old and modern vacation villas and residen-

Escolhida por muitos turistas nacionais, atrai também muitos estrangeiros com as suas condições ideais para a prática de desportos aquáticos como o surf, o kitesurf, o bodyboard ou o mergulho… The choice of many domestic tourists, it also attracts many foreigners due to its ideal conditions for water sports such as surfing, kitesurfing, bodyboarding, and diving… 25

conexão internacional International Connection

tudo o que acontece à nossa volta: a fascinante mistura de antigas e modernas moradias de férias e prédios de habitação com os enormes edifícios dos hotéis mais procurados, os seus jardins e piscinas; a animação nos bares e restaurantes; as esculturas de areia que enfeitam algumas praias; os graffitis que decoram os skateparks. Paramos curiosos junto às escolas que desafiam os veraneantes a experimentarem os desportos locais mais populares, e nas agências que proporcionam experiências diferentes, como passeios de barco para ver as baleias corcundas que por ali passam em rota migratória… ou nas que propõem um “mergulho” com tubarões – visitantes assíduos destas águas e de que os banhistas se defendem com a ajuda de redes de segurança e dos nadadores-salvadores que os identificam e sinalizam com

1 Capital dos desportos náuticos. Capital of water sports.

2

2 Edifício da Câmara Municipal. The City Hall building. 3 A Golden Mile onde tudo acontece. The Golden Mile where everything happens.

bandeiras. Tentamos resistir ao apelo dos muitos vendedores ambulantes enquanto damos passagem a um colorido riquexó puxado por um exótico condutor que perpetua a tradição destes veículos, prin-

tial buildings with the huge buildings of the most popular hotels, their gardens and pools; the fun in the bars and restaurants; the sand sculptures that adorn some beaches; the graffiti that decorates the

skateparks. Curious, we stop next to the schools that challenge the vacationers to try the most popular local sports, and at the agencies that offer different experiences, like boat trips to see the humpback

Ao passarmos pela feira ambulante de Flea Market News, a caminho do Porto, agendamos também visitas obrigatórias a vários shopping centers que fazem de Durban um verdadeiro paraíso para os amantes de compras.

3

As we pass by the Flea Market News street fair on our way to the Port, we also schedule obligatory visits to several shopping centers that make Durban a true shopper's paradise. 26

cipal meio de transporte da cidade no início do século XX. Ao longo do percurso vamos descobrindo alguns pontos turísticos obrigatórios da cidade, como o parque aquático uShaka Marine World, que inclui um dos maiores aquários do mundo e que permite um “mergulho” até ao fundo oceânico. Mais à frente, no Funworld, não resistimos a aproveitar as várias diversões típicas de uma feira popular. Passamos pelo complexo do Casino Suncoast, que inclui hotéis, diversos espaços de diversões e variados restaurantes, aproveitando para almoçar antes de rumarmos tranquilamente, pelo calçadão, até ao estádio Moses Mabhida Stadium, um dos relvados do Campeonato do Mundo de Futebol de 2010, disputado no país. A sua estrutura, que tem tanto de simples como de impressionante, é baseada em simples arcos brancos e é hoje um dos ex-libris da cidade, suportando uma das principais atracções: a subida de teleférico ao seu ponto mais alto, a partir do qual é possível ter uma panorâmica única da cidade. PELO CENTRO HISTÓRICO A experiência “topo do estádio” aguça a nossa curiosidade e leva-nos à descoberta de locais emblemáticos daquela que é a terceira maior cidade da Nação do Arco-Íris, depois de Joanesburgo e da Cidade do Cabo. Rumamos ao centro histórico e entre altos blocos de apartamentos e escritórios, encontramos jardins, espaços

verdes e vários edifícios da era colonial onde agora funcionam serviços públicos. Como o da Câmara Municipal, réplica do edifício da Câmara de Belfast, na Irlanda, em estilo neo-barroco, construído no início do séc. XX, que abriga, além da sede do município, um auditório, o Museu de História Natural e a Galeria de Arte de Durban, a primeira a reconhecer o artesanato africano como arte legítima, na década de 1970. Admiramos outros edifícios icónicos, como o antigo Palácio da Justiça, hoje Museu, a vitoriana estação dos Caminhos-de-Ferro, a sede dos

whales that pass by on their migratory route... or those that propose a "dive" with sharks regular visitors to these waters and from which bathers protect themselves with the help of safety nets and lifeguards that identify them and flag them. We try to resist the call of the many street vendors as we pass by a colorful rickshaw pulled by an exotic driver who perpetuates the tradition of these vehicles, the main means of transportation in the city in the early twentieth century. Along the way we will discover some of the city's must-see sights, such as the uShaka Marine World wa-

4 Um tradicional riquexó puxado por um exótico condutor. A traditional pulled rickshaw by an exotic conductor.

ter park, which includes one of the largest aquariums in the world and allows you to "dive" to the ocean floor. Further on, at Funworld, we could not resist enjoying the various amusements typical of a popular fair. We pass by the Suncoast Casino complex, which includes hotels, several entertainment venues, and a variety of restaurants, taking the opportunity to have lunch before calmly heading, along the promenade, to the Moses Mabhida Stadium, one of the soccer pitches of the 2010 World Cup held in the country. Its structure, which is as simple as it is impressive, is based on simple white arches and is nowadays one of the city's landmarks, supporting one of the main attractions: the ascent by cable car to its highest point, from which you can have a unique panoramic view of the city. THROUGH THE HISTORIC CENTER A "top of the stadium" experience piques our curiosity and leads us to discover the iconic sites of what is the third largest city in the Rainbow Nation after Johannesburg and Cape Town. We head for the historic center and among the tall apartment blocks and offices, we find gardens, green spaces, and several colonial-era buildings where public services now operate. The City Hall is one of them. It is a replica of the City Hall building in Belfast, Ireland, built in neo-Baroque style in the early 20th century, and

4 27

conexão internacional International Connection

Correios e os “vizinhos” Prince's Theatre e o complexo Durban Playhouse, ocupado por uma companhia de artes cénicas que promove a filosofia africana do Ubuntu. Ao passarmos pela feira ambulante de Flea Market News, a caminho do Porto, agendamos também visitas obrigatórias a vários shopping centers que fazem de Durban um verdadeiro paraíso para os amantes de compras. Com centenas de lojas, oferecem desde bugigangas a produtos das marcas mais famosas. E decidimos, logo ali, fazer um desvio de forma a passarmos pelo mercado de Victoria Street, famoso pela oferta de produtos típicos africanos e, sobretudo, asiáticos, ou não tivesse Durban uma significativa comunidade indiana (diz-se mesmo que é “a maior cidade indiana do mundo fora da Índia”). E o colorido, a animação, os ruídos de fundo, os cheiros, tudo nos remete para essa realidade.

5

also houses an auditorium, the Natural History Museum, and the Durban Art Gallery, the first to recognize African handicrafts as legitimate art, in the 1970s. We admire other iconic buildings, such as the former Palace of Justice, now a museum, the Victorian Railway station,

5 Farol Umhlanga, na Golden Mile. Umhlanga Lighthouse, Golden Mile. 6 Shakaland, uma aldeia cultural zulu. Shakaland, a Zulu cultural village. 7 Artesanato tradicional zulu. Traditional Zulu handicrafts.

the Post Office headquarters, and the "neighboring" Prince's Theatre and the Durban Playhouse complex, occupied by a performing arts company that promotes the African philosophy of Ubuntu. As we pass by the Flea Market News street fair on our way to the Port, we also schedule obligatory visits to several shopping centers that make Durban a true shopper's paradise. With hundreds of stores, they offer everything from trinkets to products from the most famous brands. And we decided, right there, to make a detour so as to pass by the Victoria Street market, famous for its offer of typical African and, above all, Asian products, as Durban has a significant Indian community (it is even said that it is "the largest Indian city in the world outside India"). And the colorfulness, the liveliness, the background noises, the smells, everything takes us back to this reality.

7

6 28

8 A costa até ao Estádio Moses Mabhida. The coast to Moses Mabhida Stadium.

8

NOS ARREDORES ON THE OUTSKIRTS

A região metropolitana de Durban oferece alternativas de experiências para todos os gostos. Das praias das zonas residenciais e turísticas de Umhlanga, a norte, e Amanzimtoti, a sul, juntam-se as zonas dedicadas à cultura zulu, como Shakaland, uma aldeia cultural zulu em homenagem ao rei Shaka onde os visitantes podem ficar hospedados em cabanas de colmo típicas; ou PheZulu, outra aldeia cultural que revela aspectos da cultura local e onde podemos ainda visitar um parque de crocodilos e um reptilário. Para os que não dispensam as emoções de um verdadeiro safari, o parque Hluhluwe –iMfolozi, a mais antiga reserva natural de África, oferece a possibilidade de ver no seu ambiente natural os “Big Five”: rinocerontes, elefantes, búfalos, leões e leopardos, numa viagem de poucas horas a partir do centro da cidade. No estuário do rio Tugela, o parque iSimangaliso, património da Humanidade desde 1999, conta com uma enorme diversidade de ecossistemas e é outra alternativa para os amantes da vida selvagem. The Durban metropolitan area offers alternative experiences for all tastes. From the beaches of the residential and tourist areas of Umhlanga, to the north, and Amanzimtoti, to the south, there are also areas dedicated to Zulu culture, such as Shakaland, a Zulu cultural village in honor of King Shaka, where visitors can stay in typical thatched huts; or PheZulu, another cultural village that reveals aspects of the local culture and where one can also visit a crocodile park and a reptile sanctuary. For those who want the thrill of a real safari, the Hluhluwe-iMfolozi Park, the oldest nature reserve in Africa, offers the possibility of seeing the "Big Five": rhinos, elephants, buffalos, lions, and leopards in their natural environment, in a few hours' drive from the city center. On the Tugela River estuary, the iSimangaliso park, a World Heritage Site since 1999, boasts a huge diversity of ecosystems and is another alternative for wildlife lovers. 29

conexão internacional International Connection

ENTRE A TRADIÇÃO ZULU E O CARIL PICANTE BETWEEN ZULU TRADITION AND SPICY CURRY TEXTO TEXT: PAULA NUNES FOTO PHOTO: ISTOCKPHOTO 1

D

W

e visita a Durban, as alternativas para uma refeição “típica” são imensas. Dos tradicionais churrascos africanos, “braai”, como ali são conhecidos, com bife, costeletas, frango e as famosas salsichas Boerwors, às sardinhas frescas sobre pão torrado que são uma iguaria local, passando pela oferta gastronómica Zulu onde se destacam os pratos de “mogodu” (à base de tripas), “amadumbi” (batata zulu), “walkie-talkies” (pés de frango cozidos) e o pap (papa de milho), a escolha revela-se difícil. Uma das capitais mundiais de “street food”, Durban simplifica a vida de habitantes locais e visitantes, disponibilizando por toda a cidade deliciosas refeições confeccionadas por vendedores ambulantes em pequenas barraquinhas ou em simples fogareiros. No entanto, o “petisco” mais apreciado na região tem um forte sabor indiano. Bunny Chow de seu nome (a tradução revela-se complicada, será algo como “coelhinho de vaca”), consiste num pedaço de pão cujo miolo é substituído por vários tipos de caril. Terá sido criado pelos migrantes indianos que assim encontraram uma forma prática de transportar o seu almoço para o trabalho, e originalmente tinham um recheio vegetariano, mas acabaram por incluir outros ingredientes como carneiro, cordeiro ou frango, de forma a agradar a mais clientes. Hoje são um prato incontornável em Durban, tendo conquistado muitos outros territórios na África do Sul.

hen visiting Durban, the alternatives for a "typical" meal are immense. From traditional African barbecues, "braai" as they are known there, which include steak, chops, chicken and the famous Boerwors sausages, to fresh sardines on toasted bread that are a local delicacy, to the Zulu gastronomic offer where "mogodu" (tripe-based) dishes, "amadumbi" (Zulu potato), "walkie-talkies" (boiled chicken feet) and pap (corn porridge) stand out, the choice is difficult. As one of the street food capitals of the world, Durban makes life simple for locals and visitors alike, with delicious meals prepared by street vendors in small stalls or on simple stoves all over the city. However, the most appreciated "snack" in the region has a strong Indian flavor. Called Bunny Chow, it consists of a piece of bread whose crumb is replaced with various types of curry. It was created by Indian migrants who found a practical way to transport their lunch to work, and originally had a vegetarian filling, but ended up including other ingredients such as lamb, mutton, or chicken, in order to please more customers. Today they are a must-try dish in Durban, having conquered many other territories in South Africa.

30

1 O “petisco” mais apreciado na região tem um forte sabor indiano. Bunny Chow de seu nome consiste num pedaço de pão cujo miolo é substituído por vários tipos de caril. The most appreciated "snack" in the region has a strong Indian flavor. Called Bunny Chow, it consists of a piece of bread whose crumb is replaced with various types of curry.

31

rota internacional INTERNATIONAL ROUTE

Percorra o mundo sem sair de casa, visitando distantes atracções que, graças à tecnologia, estão agora “à distância de um click”, enquanto aguardamos pelo regresso sem restrições dos voos que nos permitirão descobrir destinos há muito sonhados. Viaje na nossa companhia!! Travel the world without leaving your home on visits to far-off attractions that, thanks to technology, are now “just a click away”. While we wait for the return Of commercial flights, discover long dreamed of destinations. Travel with us!

CANÁRIAS

VISITA AO VULCÃO CANARY ISLANDS

VISIT TO THE VOLCANO

CABO VERDE

OS SEGREDOS DAS ILHAS CRIOULAS CAPE VERDE

THE SECRETS OF THE CREOLE ISLANDS

NAIROBI QUÉNIA

A GRANDE CAPITAL Em Setembro de 2021, as ilhas Canárias “saltaram” para as primeiras páginas devido à erupção do vulcão de Cumbre Vieja, em La Palma. Aquele que se esperava ser um evento rápido prolongou-se no tempo e tornou-se numa atracção turística. Mas La Palma tem muito mais para oferecer, como podemos descobrir nesta viagem virtual que nos leva ao Observatório Roque de Los Muchachos, o maior telescópio óptico e de infra-vermelhos do mundo; a um campo florido de “Tajinastes Rosados”, espécie vegetal endémica da ilha; ou ao Centro de Interpretação das Cavidades Vulcânicas "Caños de Fuego".

NAIROBI KENYA

THE GREAT CAPITAL

Ao ritmo da Morna e com a morabeza típica do povo cabo-verdiano, partimos à descoberta dos picos e vales de Santo Antão, da vida cultural do Mindelo, em São Vicente, das praias de sonho do Sal e de Maio, e dos cenários vulcânicos do Fogo e da Brava. Uma visita diferente às ilhas deste arquipélago que nos revela as razões que as tornam tão procuradas por visitantes de todo o mundo. To the rhythm of Morna and with the typical morabeza of the Cape Verdean people, we set off to discover the peaks and valleys of Santo Antão, the cultural life of Mindelo in São Vicente, the dream beaches of Sal and Maio, and the volcanic landscapes of Fogo and Brava. A different visit to the islands of this archipelago that reveals the reasons that make them so sought after by visitors from all over the world.

D

e pequena estação de caminho-de-ferro a megametrópole, a capital do Quénia conta uma história única que a transformou na cidade mais populosa do país e no seu principal centro financeiro, económico, corporativo e cultural. A mais de 1.700 metros de altitude, a maior cidade da África Oriental revela-se aqui numa série de fotos em 360º que retratam alguns dos seus pontos mais famosos e o seu agitado quotidiano.

F

rom small railway station to megametropolis, Kenya's capital tells a unique story that has made it the country's most populous city and its main financial, economic, corporate, and cultural center. At an altitude of over 1,700 meters, East Africa's largest city is revealed here in a series of 360-degree photos that depict some of its most famous landmarks and bustling daily life. 32

In September 2021, the Canary Islands "jumped" onto the front pages due to the eruption of the Cumbre Vieja volcano in La Palma. What was expected to be a quick event lasted longer and became a tourist attraction. But La Palma has much more to offer, as we can discover in this virtual tour that takes us to the Roque de Los Muchachos Observatory, the largest optical and infrared telescope in the world; to a flowering field of "Tajinastes Rosados", a plant species endemic to the island; or to the "Caños de Fuego" Volcanic Cavities Interpretation Center.

rota internacional INTERNATIONAL ROUTE

EUA ROUTE 66

ATRAVÉS DA AMÉRICA VIETNAME

O ENCANTO DO ORIENTE VIETNAM

THE CHARM OF THE EAST

U.S. ROUTE 66

CROSSING AMERICA CANNES

PARA ALÉM DO FESTIVAL CANNES

BEYOND THE FESTIVAL

Deixe-se surpreender por vários locais do Vietname que são Património Mundial da UNESCO, nesta visita virtual que nos leva até ao complexo monumental da cidade imperial de Huê; às ruas do velho centro comercial de Hôi An; às espectaculares grutas de Phong Nha Ke Bang; ao santuário centenário de Mỹ Son; ou às belas paisagens naturais de Ha Long e Ninh Binh. Be amazed by several UNESCO World Heritage Sites in Vietnam on this virtual tour that takes us to the monumental complex of the imperial city of Huê; the streets of the old commercial center of Hôi An; the spectacular caves of Phong Nha Ke Bang; the centuries-old shrine of Mỹ Son; or the beautiful natural landscapes of Ha Long and Ninh Binh.

C

onhecida sobretudo pelo glamour do festival de cinema, Cannes, é muito mais que um simples palco cinematográfico. Aqui, é a verdadeira Cannes que somos desafiados a descobrir. A cidade que nasceu da decisão do lorde chanceler britânico Brougham de ali construir uma residência de Inverno, em 1834, quando se refugiou na região para escapar a um surto de cólera que afectou Nice. O seu exemplo foi seguido por alguns amigos e assim nasceu o elegante resort da Côte d'Azur, também conhecido como Riviera Francesa. Descubra os mais belos palácios e vilas, percorrendo o passeio da Croisette.

K

nown mainly for the glamour of the film festival, Cannes is much more than just a cinematographic stage. Here, it is the real Cannes that we are challenged to discover. The city that was born from Lord British Chancellor Brougham's decision to build a winter residence there in 1834, when he took refuge in the region to escape a cholera outbreak that affected Nice. His example was followed by a few friends and thus the elegant resort of the Côte d'Azur, also known as the French Riviera, was born. Discover the most beautiful palaces and villas by touring the Croisette promenade. 33

Provavelmente a mais simbólica via norte-americana, a Estrada 66, lançada em 1926, começa, oficialmente, na East Adams St., em Chicago, e atravessa oito Estados dos EUA, percorrendo mais de 3.800 kms. Parta à aventura e conheça algumas das mais icónicas paragens do percurso como, por exemplo, a ponte de Chain of Rocks, perto de St. Louis, a estação de serviço de Kan-O-Tex, no Kansas, ou a estátua da Baleia Azul, no Oklahoma, até chegar ao final da estrada, em Santa Mónica. Probably the most symbolic American highway, Route 66, established in 1926, officially begins at East Adams St., in Chicago, and crosses eight US states, covering over 3,800 kms. Go on an adventure and get to know some of the most iconic stops along the way, such as the Chain of Rocks bridge near St. Louis, the Kan-O-Tex gas station in Kansas, or the Blue Whale statue in Oklahoma, until you reach the end of the road in Santa Monica.

CULTURA

CULTURE

36

42

LONGO CURSO LONG HAUL A nostalgia das festividades populares Nostalgia for Popular Festivities 42

CLASSE EXECUTIVA Business Class

CONTO SHORT STORY

BENGUELA STREET DANCERS

Laranjas e telemóveis Oranges and cell phones 48

"União na dança" "Unity in dance" 36 34

classe executiva Business Class

BENGUELA STREET DANCERS "UNIÃO NA DANÇA" "UNITY IN DANCE" TEXTO TEXT: SUSANA GONÇALVES FOTO PHOTO: CEDIDAS COURTESY

D

esenvolvido com o objectivo “de unir e desenvolver a dança urbana a nível local e nacional”, o projecto Benguela Street Dancers (BSD) cresceu e acabou por transformar-se em muito mais que um grupo de dança. Recentemente foi distinguido com o Prémio Nacional de Cultura e Artes na respectiva categoria, “pela sua originalidade, abrangência artística e integração social através da dança…”. Fomos descobri-lo nas palavras da bailarina, coreógrafa e empreendedora Alda Lara, mentora do grupo que, garante, a “fez crescer como profissional e ser humano”. AUSTRAL - Como nasceram os Benguela Street Dancers? ALDA LARA - O projecto arrancou em 2012, organizado por mim com o objectivo de unir e desenvolver a dança urbana a nível local e nacional. Achei que podia partilhar a minha formação e conhecimento com os bailarinos locais, que demonstravam muito talento, embora não existissem escolas designadas para esta área. Nenhum dos eventos realizados teve qualquer intuito lucrativo e foram todos concretizados com apoios locais. Quais os objectivos que presidem a este projecto? Motivar a prática da dança na província de

C

reated "to unite and develop urban dance locally and nationally", the Benguela Street Dancers (BSD) project grew and eventually became much more than a dance group. Recently it received the National Culture and Arts Award in the dance category, "for its originality, artistic scope and social integration through dance...". We learned about it through the words of dancer, choreographer and entrepreneur Alda Lara, mentor of the group that, she guarantees, "made her grow as a professional and human being".

AUSTRAL - How did the Benguela Street Dancers project come to life? ALDA LARA - The project started in 2012, created by me, with the objective of uniting and developing urban dance locally and nationally. I thought I could share my training and knowledge with local dancers who showed a lot of talent, although there were no dance schools. None of the events held were for profit and all were made possible with local support. What are the objectives of the project? The two main goals are to promote dance and local culture in Benguela province. Since it is a project designed for the youth, it promotes local culture, social integration and the 36

37

classe executiva Business Class

1

Benguela e promover a cultura local são as suas duas principais metas. Tratando-se de um projecto que atinge a população jovem, promove a cultura local, a integração social e a criação de sinergias entre todos, acaba por contribuir para o combate à exclusão social, para o despiste de comportamentos de risco e para estimular a participação numa ocupação saudável. A partir de que momento se apercebeu que os BSD eram muito mais que um “grupo de dança”? Quando comecei a receber dos participantes feedback que indicava o quanto se estavam a desenvolver enquanto bailarinos e de que forma o conteúdo do grupo estava a mudar as suas vidas a nível pessoal e social; quando os pais desses bailarinos me incentivaram a continuar a apostar neles e na arte; e, por fim, o feedback da sociedade em geral,

que demonstrava que esta arte começa a ser vista com outros olhos. Resumindo, a iniciativa estava a reeducar não só os bailarinos como também sociedade. Defendo que a educação, a arte e o desporto são fundamentais para o desenvolvimento de um ser humano na sociedade, e com este projecto estava a desenvolver dois destes pontos. Foi para mim outra grande conquista ouvir muitos dos participantes confessarem que nunca tinham convivido entre si devido à rivalidade entre os seus bairros e que, com os BSD, perceberam que era possível conviverem e serem amigos, fazerem parte de uma "crew" e eliminarem a violência que antes os separava.

1 Lançado em 2012, o grupo já integrou cerca de 50 jovens. Launched in 2012, the group has already integrated around 50 young people. 2 Recentemente os BSD receberam o Prémio Nacional de Cultura e Artes na categoria de Dança. Recently BSD received the National Culture and Arts Award in the category of Dance.

creation of synergies among all. Therefore, it ends up contributing to the fight against social exclusion, prevention of risky behaviors and incentivizes participation in a healthy occupation. From what moment did you realize that BSD was much more than a "dance group"? When I started to receive feedback from participants indicating how much they were developing as dancers and how the content

A filosofia das danças urbanas e das suas “crews” ajuda a concretizar as ideias de inclusão social e promoção cultural? Ajuda sim, e um dos nossos objectivos é precisamente tentar 38

of the group was changing their lives on a personal and social level; when the parents of these dancers encouraged me to keep investing in them and in art; and, finally, the feedback from society in general, which showed me that this art is starting to be looked at from a different perspective. In short, the initiative was re-educating not only the dancers but also society in general. I believe that education, art and sports are fundamental for the development of a human being in society, and with this project I was developing two of these aspects. It was another great achievement for me to hear many of the participants confess that they had never mingled because of the rivalry that existed between their neighborhoods, and that with BSD they realized that it was possible to live together and be friends, be part of a "crew" and eliminate the violence that separated them before.

que os bailarinos sejam incluídos a nível social. Infelizmente, a maioria das pessoas ainda olha para os bailarinos em geral, e não só os das danças urbanas, como pessoas que estão a realizar um hobbie qualquer. Porém, ser bailarino é ter uma profissão árdua como outra qualquer. A falta de formação para os mesmos, a nível nacional, acaba por resultar em falta de informação para a sociedade entender o quanto é difícil esta profissão que tanto amamos. A nível cultural, a promoção é certa: o facto de não ser tradicional não significa que não seja rico. A arte em geral é rica. Temos de evoluir com o mundo e podemos fazê-lo através das danças urbanas levando connosco a essência da cultura local, que é a identidade do povo.

vida pessoal e profissional, factores que a arte oferece quando passa a fazer parte da nossa vida. Deixe-me contar um episódio que me marcou muito. Em 2018 organizei uma reunião de final de ano na qual debatemos alguns aspectos negativos da sociedade. Questionámos os 20 bailarinos presentes sobre quantos tinham tido uma figura paterna saudável e presente. Só três levantaram o braço. O resto foram respostas negativas. Passámos a incentivá-los para que quando criassem as suas famílias não seguissem o mesmo caminho e tentassem travar o ciclo negativo. Sei que alguns se tornaram pais e conseguiram manter o prometido. Para mim, isto é uma conquista, pois fomos educando e mostrando o outro lado da vida.

Quantos jovens já passaram pelos BSD? Estamos a falar de uma média de 50 jovens, na maioria rapazes, com idades dos 14 anos aos 30 anos. Sempre fui questionada sobre o facto de termos menos meninas… Infelizmente a cultura local não dá tanta liberdade às mulheres para conciliarem os seus afazeres domésticos com os eventos e treinos do mundo da dança. Acredito que o facto de ser uma mulher a liderar um projecto com este reconhecimento pode mudar a visão de muitos e, se calhar, incentivar mais meninas a participarem.

E o que mudou na sua vida? Fez-me crescer como profissional e como ser humano!

Does the philosophy of urban dance and its "crews" help to realize social inclusion and cultural promotion? Yes, it does, and one of our goals is precisely to try to make dancers socially included. Unfortunately, most people still look at dancers in general, and not only urban dancers, as people who are performing a hobby. However, being a dancer is a difficult profession like any other. The lack of training in the coubtry results in a lack of information for society to help people understand how difficult this profession that we love so much is. On a cultural level, the promotion is certain: the fact that it is not traditional does not mean that it is not rich. Art in general is rich. We have to evolve with the world, and we can do it through urban dances, carrying with us the essence of the local culture, which is the identity of the people. How many young people have passed through BSD? We are talking about an average of 50 young people, mostly boys, with ages ranging from 14

Alguma vez se tinha imaginado a liderar um grupo deste género? Toco sempre nesta tecla, sou apologista da educação. Só

2

Que diferença acha que a participação no projecto significou nas vidas destes jovens? Acredito que mudou muitos pontos na vida deles. Muitos tornaram-se independentes, criaram disciplina e organização na sua

to 30. I have always been asked about the fact that we have fewer girls... Unfortunately, the local culture does not give women as much freedom to reconcile their domestic duties with the events and training in the dance world. I believe that the fact that it is a woman leading a project with this type of recognition can change the perspective of many and, perhaps, encourage more girls to participate. What difference do you think their participation in the project has made in the lives of these young people? I believe that it has caused a lot of changes in their lives. Many have become independent, it brought about discipline and organization in their personal and professional lives, things that art offers when it becomes part of our lives. Let me tell you about an episode that left a huge impression on me. In 2018 I organized an end-of-year meeting to discuss some negative issues in society. We questioned the 20 dancers in attendance about how many had had a healthy and present father figure. Only three raised their hands, while the rest gave negative responses. We started to encourage them to not follow the same pattern when they started their families and try to stop the negative cycle. I know that some of them became parents and managed to keep their promises. For me, this is an achievement, because we were educating and showing them the other side of life. And what has changed in your life? It made me grow as a professional and as a human being!

39

classe executiva Business Class

por ela podemos desenvolver e criar um Mundo melhor. Sempre imaginei contribuir para este ponto, e o que viria com este desafio seria um bónus bem-vindo. Este grupo foi um dos meus grandes desafios, especialmente pelo facto de ser uma mulher a liderar numa sociedade onde o machismo ainda dá "o ar da sua graça". Iniciei os BSD para apoiar o desenvolvimento dos bailarinos e contribuir para evolução da arte em questão e em nenhum momento da caminhada esperei receber este reconhecimento. Com que apoios têm contado ao longo destes anos? Contamos com apoios locais, de Benguela. Ao longo dos anos tivemos o apoio de alguns particulares - um que sempre nos apoiou foi o sr. Jorge Arrulo - e de algumas empresas que acreditaram no projecto. Consegue nomear alguns eventos que vos tenham marcado mais profundamente? Os nossos eventos solidários são os mais marcantes. O Solidance é um evento social que tem como objectivo o desenvolvimento humano, educacional, cultural e social. Trimestralmente uma equipa multidisciplinar seleciona, através de pesquisa e avaliação, uma instituição social que beneficia dos donativos adquiridos em eventos de dança onde todos - crianças e jovens - podem participar em troca de um donativo livre. Cada um doa o que pode e como pode, pois a ideia principal é darmos aos nossos jo-

Este resultado positivo é uma conquista muito grande para a comunidade das danças urbanas, especialmente por ser o primeiro projecto de danças urbanas a ser reconhecido a nível nacional. This positive result is a very big achievement for the urban dance community, especially because it is the first urban dance project to be recognized at a national level.

vens oportunidades, escolhas e motivações para não se envolverem com a criminalidade e a droga, trazendo-os para o convívio social, mostrando-lhes que existe escolha e amor ao próximo. Após o evento e a recolha dos donativos, procede-se à entrega dos mesmos na instituição eleita, envolvendo a dança entre os utentes, a equipa do evento e outros participantes. Conseguimos abraçar 15 instituições e em cada uma delas houve sempre um momento especial.

Have you ever imagined yourself leading a group like this? I always say that I am an apologist for education. Only through education can we develop and create a better world. I always imagined myself contributing to this, and whatever came out of this challenge would be a bonus. This group was one of my great challenges, especially due to the fact that I am a woman leading in a society where machismo is still very much "in evidence". I started BSD to support the development of the dancers and contribute to the evolution of dance, and at no point in my journey did I expect to receive this recognition.

Como classifica a situação actual das danças urbanas e modernas em Angola? Na minha opinião estão em fase de desenvolvimento. Há muitos factores por desenvolver, é preciso informar e reeducar.

What support have you had throughout these years? We count on local support, from Benguela. Over the years we had the support of some individuals - one who always supported us was Mr. Jorge Arrulo - and some companies that believed in the project.

Que significado tem o Prémio Nacional de Cultura e Artes com que recentemente foram distinguidos na categoria de Dança? Volto afirmar que em nenhum momento esperei receber este reconhecimento. Contudo, este resultado positivo é uma conquista muito grande para a comunidade das danças urba-

Can you name some of the events that impacted you the most? Our solidarity events are the most remarkable. Solidance is a social event that aims at human, educational, cultural, and social development. Every quarter a multi40

disciplinary team selects, through research and evaluation, a social institution to be the recipient of the donations made in dance events where everyone - children and young people - can participate in exchange for a free donation. Each one donates what they can and how they can, because the main idea is to give our young people opportunities, choices, and motivations to not get involved in crime and drugs, bringing them into the social life, showing them that there is choice and love for others. After the event and the collection of donations, they are delivered to the selected institution, in a ceremony that includes dancing among the people from the institution, the event team, and other participants. We managed to make donations to 15 institutions and in each one there was always a special moment. What is your opinion about the current situation of urban and modern dances in Angola? In my opinion they are evolving. There are many aspects to develop, inform and re-educate. What is the significance of the National Culture and Arts Award that you recently received in the Dance category?

nas, especialmente por ser o primeiro projecto de danças urbanas a ser reconhecido a nível nacional. Que projectos têm para o futuro próximo? Infelizmente, devido à pandemia da Covid 19 tivemos de limitar muitos eventos, campeonatos, batalhas, workshops e o Solidance. Mas a intenção é tentar voltar à

mesma programação anual, respeitando as regras de segurança, o que significa que haverá uma reestruturação na realização dos eventos.

Again, at no time did I expect to receive this recognition. However, this positive result is a very big achievement for the urban dance community, especially because it is the first urban dance project to be recognized at a national level.

E quais são as maiores ambições dos BSD? Maior ambição que tenho para os Benguela Street Dancers, é poder representar o país num campeonato internacional.

What projects do you have for the near future? Unfortunately, due to the Covid 19 pandemic we had to cancel many events, competitions, work-

shops, and Solidance. But the intention is to try to go back to the same yearly schedule, following all safety rules, which means that there will be a restructuring in the organization of events. And what are BSD's biggest ambitions? The biggest ambition that I have for the Benguela Street Dancers, is to be able to represent the country in an international contest.

ALDA LARA DESPORTO E DANÇA COMO PROJECTOS DE VIDA SPORTS AND DANCE AS LIFE PROJECTS A CEO do projecto Benguela Street Dancers é uma cara conhecida para quem assiste a programas de dança na televisão, pelas suas participações no concurso “Bounce”, transmitido na TPA em 2012, e no “Bai Dança com Ritmo”, da Zap Viva, como coreógrafa. Desde sempre ligada ao desporto – integrou a selecção Angolana de natação – tem uma licenciatura em Aptidão Física e Saúde, concluída em 2007 na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, e várias formações internacionais (instrutora de Hip Hop College, Ragga Jam, Pole Dance, Urban Striptease Aerobics – Total Body Work-Out). Proprietária e professora da Academia Alda Lara, em Benguela, organizou na Província de Benguela, sete edições do Campeonato de Hip Hop – Angola Dance, várias edições do evento solidário Solidance, bem como a Acácias Battle. É organizadora de várias formações e workshops na área de Street Dance. Participa regularmente em Workshops e Convenções de Treino Personalizado, Aulas de Grupo e Dança (ritmos urbanos e pole dance) a nível nacional e internacional. The CEO of the Benguela Street Dancers project is a familiar face to those who watch dance programs on television She participated in the "Bounce" contest, broadcast on TPA in 2012, and in "Bai Dança com Ritmo", on Zap Viva, as a choreographer. She has a degree in Physical Fitness and Health, completed in 2007 at Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, and has attend several international training events (Hip Hop College instructor, Ragga Jam, Pole Dance, Urban Striptease Aerobics - Total Body Work-Out). Owner and teacher of the Alda Lara Academy, in Benguela, she organized in Benguela Province seven editions of the Hip Hop Contest - Angola Dance, several editions of the solidary event Solidance, as well as the Acácias Battle. She is the organizer of several Street Dance trainings and workshops. She regularly participates in Workshops and Conventions of Customized Training, Group Classes and Dance (urban rhythms and pole dance) both nationally and internationally. 41

LONGO CURSO LONG HAUL

A NOSTALGIA DAS FESTIVIDADES POPULARES NOSTALGIA FOR POPULAR FESTIVITIES TEXTO TEXT: AGNELA BARROS FOTO PHOTO: CEDIDAS COURTESY E AND ISTOCKPHOTO

P

odem as sociedades viver sem as festividades populares? São manifestações com um misto de esforço colectivo e prazer. Uma forma de alegria colectiva. Contêm também uma natureza ritual em que cores, percussão e dança se combinam numa expressão de alegria e prazer. É possível vislumbrar nelas uma dimensão sagrada, de maior ou menor abrangência, aliada a uma dimensão profana. É o que podemos observar no Carnaval. Um modelo de festa religiosa reduzida à dimensão profana, de periodicidade anual, presente em várias partes do mundo ocidental cristão, mas já adaptado às culturas locais para onde foi levado. Actualmente estão exangues, fruto da sua suspensão, uma das medidas de prevenção para evitar o alastramento da pandemia. A versão online que as pode substituir, não possui o envolvimento humano colectivo que sempre as caracterizou. O desencantamento perpassa pela fileira dos seus fazedores.

C

an societies live without popular festivities? They are manifestations with a mixture of collective effort and pleasure. A form of collective joy. They have also has a ritual character in which colors, percussion and dance combine in an expression of joy and pleasure. In them it is possible to perceive a sacred dimension, of greater or lesser scope, combined with a profane dimension. This is what we can see in Carnival. A model of a religious festival reduced to a profane dimension, with an annual periodicity, present in various parts of the Christian western world, but already adapted to the local cultures to where they were taken. They are currently with low expression as a result of their suspension, one of the preventive measures to prevent the spread of the pandemic. The online version that can replace them lacks the collective human involvement that has always characterized it. The creators are very disappointed and even frustrated.

1

42

43

LONGO CURSO LONG HAUL

Acredita-se que o Carnaval tenha origem em festivais primitivos, reverenciadores do renascimento da natureza, e em festivais pagãos, numa comemoração popular que vibrava com a chegada da Primavera. It is believed that Carnival has its origins in primitive festivals, honoring the rebirth of nature, and in pagan festivals, a popular celebration that shows joy with the arrival of spring.

ORIGEM DO CARNAVAL Existem diversas versões sobre a sua origem e, poderia, inicialmente, não ter conexões com as festas religiosas. Acredita-se que o Carnaval tenha origem em festivais primitivos, reverenciadores do renascimento da natureza, e em festivais pagãos, numa comemoração popular que vibrava com a chegada da Primavera. A Igreja Católica teria incorporado o Carnaval no seu calendário, para designar a véspera da Quarta-Feira de Cinzas, dia em que se inicia a exigência da abstenção de carne, ou jejum, da Quaresma. A

ORIGIN OF CARNIVAL There are several versions about its origin, and it could initially have no connection with religious festivals. It is believed that Carnival has its origins in primitive festivals, honoring the rebirth of nature, and in pagan festivals, a popular celebration that shows joy with the arrival of spring. The Catholic Church would have incorporated Carnival into its calendar, to designate the eve of Ash Wednesday, the day on which the requirement of abstaining from meat, or Lent fasting, begins.

palavra Carnaval é originária do latim, “carnis levale”, cujo significado é “retirar a carne”. É uma festa ruidosa e colorida, cheia de mistérios e surpresas escondidas atrás de trajos e máscaras. Estas possibilitam a expressão anónima de descontentamento ou de desejo. Na Europa era a festa do caos, do exagero e da insubordinação. Um grito do povo descontente. Uma manifestação contra a ordem social imposta. Por esses dias, as regras eram suspensas e o mundo virado do avesso. O Carnaval foi levado para o Brasil pelos colonizadores portugueses. Os

1 No Brasil o Carnaval atinge a sua expressão máxima. In Brazil, Carnival reaches its maximum expression. 2 Guiné Bissau. Guinea Bissau.

2 44

The word Carnival comes from the Latin, “carnis levale”, which means “to remove the meat”. It is a noisy and colorful party, full of mysteries and surprises hidden behind costumes and masks. This allows for the anonymous expression of displeasure or desire. In Europe it was the feast of chaos, exaggeration and insubordination. A cry from the disaffected people. A protest against the imposed social order. During those days, the rules were suspended and the world turned upside down. Carnival was taken to Brazil by Portuguese settlers. There are historians who claim the festivity was established in the country between the 16th and 17th centuries and had the Shrovetide as its first practice. It was first introduced in Rio de Janeiro. As in other regions, in Brazil the festival incorporated indigenous and Afro-Brazilian customs. ÁFRICA They Europeans introduced Carnival in Africa. Today it has become one of the most important local festivities. It brings together people from all over the country and from different sociocultural groups. It gained its own specificity, and have few connections with carnivals in other geographic

historiadores afirmam que a festividade se estabeleceu no país entre os séculos XVI e XVII e teve como primeira prática o Entrudo. Fixou-se primeiramente no Rio de Janeiro. Tal como tem acontecido noutras regiões, no Brasil a festa incorporou os costumes indígenas e afro-brasileiros. ÁFRICA Os europeus levaram o Carnaval para a África. Actualmente transformou-se numa das mais importantes festividades locais. Junta pessoas de um país inteiro e de vários grupos socioculturais. Ganhou uma especificidade própria, com poucas ligações com carnavais doutras latitudes geográficas. Acomodado pela população, a sua principal representação ocorre geralmente na capital do país. Evidencia mais o “desejo de” do que o “descontentamento com”, evidente noutras latitudes, apesar desta preocupação também estar presente. É, assim, uma festividade complexa, composta por várias camadas performativas. Há o entrelaçamento de manifestações culturais, características de diversos grupos étnicos e um imaginário comum a todos. ANGOLA Em Angola, a dança e a música integram a vertente recreativa aliada à sua condição de intervenção social e salvaguarda do património cultural imaterial. Sobressai nele a influência brasileira. Os desfiles de várias classes (A, B e Infantil) realizam-se no centro de Luanda, nas avenidas marginais. Primeiramente em Luanda e em Benguela, posteriormente adquiriu uma

part of the recreational aspect combined with their condition of social intervention and safeguarding the intangible cultural heritage. The Brazilian influence stands out in him. The parades of various classes (A, B and Infantile) take place in the center of Luanda, on the marginal avenues. First in Luanda and Benguela, the parade later acquired a national dimension. They parade several carnival groups parade, with the presentation of their culture and show various types of dance that are currently reduced to Semba, Cabecinha/ Kabetula, Kazucuta and Dizanda.

3

dimensão nacional, em função das políticas dos órgãos de tutela. Vários grupos carnavalescos e carros alegóricos desfilam, com a apresentação da sua cultura e de vários tipos de dança que actualmente ficaram reduzidos ao Semba, Cabecinha/ Kabetula, Kazucuta e Dizanda.

latitudes. Adapted by the population, its main representation takes place in the country's capital. It shows more the “desire for” than the “dissatisfaction with”, evident in other latitudes, although this concern is also present. It is, therefore, a complex festivity, composed of different types of artistic presentations. There is the intersection of cultural manifestations, characteristics of different ethnic groups and an imaginary common to all.

GUINÉ BISSAU Neste país africano, cada ano é escolhido um tema que serve como ponto de partida para a criatividade carnavalesca e conta com representações de todo o território. Constitui um espaço de criatividade, ligado às tradi-

ANGOLA In Angola, dance and music are 45

GUINEA BISSAU In this African country, each year a theme is chosen that serves as a starting point for carnival creativity and has representations from all over the territory. It constitutes a space for creativity, linked to cultural traditions and social criticism. The expressiveness is manifested through unique costumes, dances, songs and choreography. Its Carnival combines the country's traditional culture with thematic parades and the presence of representations from all over the territory. They symbolically build a united and better world, in which the different ethnicities and inhabitants of small villages and other cities in the country come together to present their culture and traditions. MOZAMBIQUE In Mozambique, the Quelimane Carnival stands out, also called Little Brazil because it is where what is considered the biggest

LONGO CURSO LONG HAUL

ções culturais e à crítica social. A expressividade manifesta-se através de trajos, danças, canções e coreografias únicas. O seu Carnaval combina a cultura tradicional do país com os desfiles temáticos e a presença de representações de todo o território. Constroem simbolicamente, um mundo unido e melhor, em que as diferentes etnias e habitantes das pequenas aldeias e outras cidades do país se reúnem para apresentar a sua cultura e as suas tradições. MOÇAMBIQUE Em Moçambique destaca-se o Carnaval de Quelimane, também chamado de Pequeno Brasil porque é onde se realiza o que é considerado o maior e o melhor Carnaval de Moçambique. A cidade é a capital da Zambézia, uma das províncias da região central de Moçambique. As músicas brasileiras representam 80% do repertório das bandas, mas a festividade tem características e tradições próprias. Os Mascarados, foliões de bairro, e o enterro do Senhor Carnaval são algumas das suas marcas. A Festa das Máscaras apresenta figuras místicas da história de Moçambique com fantasias com uma componente de crítica social. Os Mascarados são figuras independentes, que não fazem parte de nenhum dos grupos organizados. CABO VERDE Com a suspensão por dois anos seguidos das festas populares do Carnaval, as saudades em Cabo Verde são imensas, apesar da compreensão da necessidade da decisão, como protecção da saúde das popu-

3 Angola. Angola. 4 Moçambique. Mozambique. 5 São Tomé. Sao Tome.

4

ades are independent figures and who are not part of any of the organized groups.

5

lações. Dezenas de grupos e praticamente toda a comunidade local vivia intensamente o Carnaval, preparando com muita antecedência os ensaios, com dança, teatro, música e confecção das peças. O Carnaval mais emblemático de Cabo Verde é em São Vicente, mas a festividade na cidade da Praia já estava a ter alguma projecção.

and best Carnival in Mozambique takes place. The city is the capital of Zambézia, one of the provinces in the central region of Mozambique. Brazilian songs represent 80% of the bands' repertoire, but the festivity has its own characteristics and traditions. The Mascarados, neighborhood revelers and the funeral of Senhor Carnival are some of its hallmarks. The Festa das Máscaras presents mystical figures from the history of Mozambique in costumes with a component of social criticism. The Masquer-

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE O Carnaval tradicional, designado “Tlundo“ é apresentado em palco, na casa da Cultu46

CAPE VERT With the suspension of popular Carnival festivities for two consecutive years, the nostalgia in Cape Vert is immense, despite the understanding of the need for the decision, as protection of the health of the populations. Dozens of groups and practically the entire local community experienced Carnival intensely, preparing rehearsals well in advance, with dance, theater, music and production of plays. The most emblematic Carnival in Cape Vert is in Sao Vicente, but the festivity in the city of Praia was already having some projection. SAO TOME AND PRINCIPE The traditional Carnival, called “Tlundo“, is presented on stage at the Casa da Cultura. Several carnival groups participate and the themes are chosen by them. Casa da Cultura

Os europeus levaram o Carnaval para a África. Actualmente transformou-se numa das mais importantes festividades locais. They Europeans introduced Carnival in Africa. Today it has become one of the most important local festivities. ra. Participam vários grupos carnavalesco e os temas são escolhidos por eles. A Casa da Cultura promove o espectáculo de forma a divulgar o Carnaval local e a salvaguarda da cultura do país e a sua identidade. No passado, o “Tlundo” passava de porta em porta durante o Carnaval. Esta tradição tem-se alterado e dificilmente se vêem os grupos carnavalescos tradicionais a andar de porta em porta durante a quadra carnavalesca. O Carnaval de São Tomé e Príncipe não tem a força observada noutros países africanos de língua portuguesa. Presume-se que seja, talvez devido à força popular do Tchiloli, espectáculo popular santomense, datado do século XVI, escrito pelo dramaturgo Baltazar Dias, mas que se transformou, ao longo dos séculos, na representação historiográfica da ilha de São Tomé e Príncipe. Verifica-se, assim uma nostalgia generalizada nestes países africanos. Faz recordar a frase “Tristeza não tem fim, felicidade sim” da canção “Felicidade”, de Tom Jobim e Vinicius De Moraes. Aguarda-se que esta felicidade possa voltar, mesmo que apenas para três dias de felicidade.

promotes the show in order to promote the local Carnival and safeguard the country's culture and identity. In the past, “Tlundo” went from door to door during Carnival. This tradition has changed and it is difficult to see traditional carnival groups going from door to door during the carnival season. The Carnival of Sao Tome and Principe does not have the strength seen in other Portuguese-speaking African countries. It is presumed that it is, perhaps due to the popular force of Tchiloli, a popular Sao Tome show, dating from the 16th century, written by the playwright Baltazar Dias, but which, over the centuries, has become the historiographical representation of the island of Sao Tome and Principe. There is thus a generalized nostalgia in these African countries, during these last years. This reminds us the phrase “Sadness has no end, happiness yes” from the song “Felicidade” by Tom Jobim and Vinicius De Moraes. It is hoped that this happiness can return, even for only three days of happiness.

Conto short story

LARANJAS E TELEMÓVEIS ORANGES AND CELL PHONES TEXTO TEXT: JOSÉ LUÍS MENDONÇA ILUSTRAÇÃO ILLUSTRATION: SÉRGIO PIÇARRA

O

T

rapaz pára o carro de mão cheio de laranjas verdes e semi-amarelas junto à loja de telemóveis. “Quanto é a laranja?”, pergunta um jovem cliente. “Cada é cem.” “Mi dá uma.” O rapaz do carrinho de mão tira uma laranja do tamanho da boca do jovem cliente – são todas pequeninas, as laranjas – e vai dá-la ao comprador. “Mi corta em cima e depois em quatro metades.” O vendedor saca uma faquita bem afiada de cima do monte de fruta, destapa o cume da laranja e depois divide-a em quatro partes e dá-a ao cliente em troca dos cem kwanzas. Em tempo de pandemia a laranja está caríssima em Luanda, mas o rapaz vende cada laranja “só cem kwanzas”. Um mais-velho ia a passar e espanta-se por ver o cliente comer a laranja sem a lavar com água e lixívia. E ainda por cima, nem o rapaz do carrinho de mão nem o comprador usam máscara. Falou o mais-velho debaixo da máscara dele.

he boy stops his wheelbarrow full of green and semi-yellow oranges next to the cell phone store. "How much is the orange?" a young customer asks. "A hundred each." "Give me one." The wheelbarrow boy takes an orange the size of the young customer's mouth - they are all tiny oranges - and hands it over to the buyer. "Cut the top and then cut it into four halves." The seller pulls a very sharp knife from the top of the pile of fruit, peels off the top of the orange, then divides it into four parts and gives it to the customer in exchange for the hundred kwanzas. In times of pandemic, oranges are very expensive in Luanda, but the boy sells each orange for "only one hundred kwanzas". An elderly man was passing by and was surprised to see the customer eating the orange without washing it with water and bleach. And to top it all off, neither the wheelbarrow boy nor the buyer is wearing a mask. The elder spoke under his mask. "How much is the stack of oranges?"

48

“Quanto é o monte da laranja?” “O monte é quinhentos.” “E quantas laranjas tem no monte?” “É seis, pai.” “Dá-me dois montes de laranja.” O rapaz enche-lhe um saco de um vermelho frágil e transparente com as 12 laranjas, enquanto o mais-velho se distrai olhando a montra dos telemóveis. A procura dos andróides é tão fraca, que as meninas da loja se dão ao luxo de se sentarem junto da porta a conversar com as eternas kinguilas que trocam dólares e euros por kwanzas há já vários anos. No dia anterior, o mais-velho tinha sido assaltado à mão armada. Lá se foi o telemóvel e a carteira do dinheiro. Dezenas de fotos, mensagens de email, whatsaap e facebook, contactos, tudo bazou. A montra da loja exibe as últimas novidades da indústria da telefonia móvel. O preço é que causa arrepios. Por isso, não quer entrar na loja, este mais-velho com a cal dourada nos cabelos. Mas a menina redondinha, de calças pretas e sorriso de papel, que trabalha na loja, vem e diz-lhe. “Bom dia, pai, não fica só a ver a montra, pode entrar.” O mais-velho entra. Anda dum lado para o outro. Se tivesse dinheiro comprava aquele fininho, com ecrã azul topázio de cento e tal "megabaites”. A moça redondinha acalma-lhe o espírito. “Pai, hoje é teu dia de sorte. O patrão disse, o primeiro mais-velho que entrar na loja leva um telemóvel de graça. Fizeste bem entrar!” O mais-velho treme. Aprendera na universidade que “não há almoços grátis”.

O mais-velho entra. Anda dum lado para o outro. Se tivesse dinheiro comprava aquele fininho, com ecrã azul topázio de cento e tal "megabaites”. The old man goes in. He walks around. If I had the money I would buy that thin phone, with a topaz blue screen and a hundred and something megabytes. .

“Quero levar este!”, aponta decidido para o telemóvel de ecrã azul topázio. “É pra já!”, diz a moça redondinha. A empregada dirige-se ao armário dos telemóveis embalados e retira uma caixinha com o pequeno andróide. Mostra o objecto mediático ao mais-velho, fecha-o num saquinho com as cores da loja e entrega-lho. O mais-velho acorda e vê que está meio reclinado no sofá. Na TV continua a passar o filme já quase no fim. É o filme “Assalto à Casa Branca”, com pistolas reluzentes e muitas laranjas espalhadas em Washington, para alegria de todos os corvos que viraram vegetarianos de tanta escassez de ratos e lagartas, devido à pandemia da Covid-19. Sente algo estranho na mão: segura um telemóvel topo de gama, o ecrã azul topázio na mão direita. “Como, se ontem me assaltaram e me levaram tudo?” No filme quase a terminar, está o presidente dos Estados Unidos, todo chateado com o guarda-costas, que lhe pediu um bip e deixou cair o telemóvel na sexta dimensão da vida, onde os corvos debicam as laranjas espalhadas pelas ruas de Washington.

"The stack is five hundred." "And how many oranges are in the stack?" "Six, old man." "Give me two stacks of oranges." The boy fills a transparent red plastic bag with the 12 oranges, while the older man is distracted looking at the cell phone store window. The demand for android phones is so weak that the store assistants have the luxury of sitting by the door talking to the eternal kinguilas who have been exchanging dollars and euros for kwanzas for several years now. The day before, the older man had been robbed at gunpoint. They stole his cell phone and money wallet. Dozens of photos, email messages, whatsapp and facebook messages, contacts, everything was gone. The store window displays the latest in the cell phone industry. It's the price that gives you the creeps. So, the gray-haired old man does not enter the store. But the curvy girl with black pants and a paper smile who works in the store comes and tells him. "Good morning, old man, you don't just look in the window, you can come in." The old man goes in. He walks around. If I had the money I 49

would buy that thin phone, with a topaz blue screen and a hundred and something megabytes. The curvy girl calms his spirit. "Old man, today is your lucky day. The boss said, the first senior citizen who comes into the store gets a free cell phone. It was a good thing that you came in!" The old man trembles. He had learned in college that "there are no free lunches." "I want this one!" he points decisively at the topaz blue screen phone. "Right away," says the curvy girl. She goes to the closet of packed cell phones and removes a little box with the small android phone. She shows it to the old man, puts it in a little bag with the colors of the store, and hands it to the older man. The old man wakes up and finds himself half reclining on the sofa. On the TV, the movie is almost over. The movie is "White House Down", with shining guns and many oranges scattered around Washington, to the joy of all the crows that have become vegetarians from the scarcity of rats and caterpillars due to the Covid-19 pandemic. He feels something strange in his hand: he is holding a highend cell phone, the topaz blue screen, in his right hand. "How is this possible? Yesterday they robbed me and took everything!" In the movie, which is almost over, the President of the United States is upset with his bodyguard who had asked for his cell phone to make a call and dropped it in the sixth dimension of life, where crows peck at the oranges strewn across the streets of Washington.

NEGÓCIOS

Business

52

56

primeira classe FIRST Class TELLAS

RAIO X X-RAY

Plataforma de streaming angolana quer levar produção lusófona a todo o mundo Angolan streaming platform wants to show lusophone production to the whole world 52

O desafio do desenvolvimento sustentável The sustainable development challenge 56 50

Primeira Classe First class

1

TELLAS PLATAFORMA DE STREAMING ANGOLANA QUER LEVAR PRODUÇÃO LUSÓFONA A TODO O MUNDO ANGOLAN STREAMING PLATFORM WANTS TO SHOW LUSOPHONE PRODUCTION TO THE WHOLE WORLD TEXTO TEXT: NUNO ANDRÉ FOTO PHOTO: CEDIDAS COURTESY 52

N

os últimos anos, multiplicaram-se por todo o mundo as plataformas de streaming, soluções tecnológicas que permitem o consumo de música, filmes e séries televisivas ao gosto de cada um, via Internet, no local e momento mais convenientes. NetFlix, Amazon Prime Video, Spotify ou Apple Music depressa se tornaram populares, divulgando cultura e entretenimento a preços acessíveis e ajudando a combater a pirataria informática. E à medida que estas plataformas de streaming iam conquistando o mundo, a ideia de criar uma versão especialmente dedicada à divulgação de conteúdos de países lusófonos começou a tomar forma na mente de Júlio Chilela, um jovem cientista, engenheiro de software e estudante nos Estados Unidos da América. Idealizou e desenvolveu o projecto e decidiu abordar o actor Sílvio Nascimento para lhe pedir colaboração. “Eu gostei do projecto e começámos a desenvolver juntos os objectivos da Tellas e como os atingir”, revela o actual CEO da Tellas que inicialmente começou abraçar o desafio apenas como promotor da iniciativa. Sílvio Nascimento acabaria por se envolver mais na sua concretização, fazendo no entanto questão de sublinhar que “a ideia e o desenvolvimento técnico da Tellas são da inteira responsabilidade do Júlio”.

I

t presents itself as "the biggest technology, entrepreneurship and innovation event in Europe" and the results it has achieved since its creation in 2009 confirm its definition. Created by Paddy Cosgrave in Irelan In recent years, streaming platforms have multiplied all over the world. They are technological solutions that allow people to consume the music, movies and television series they like via the Internet, at the most convenient place and time. NetFlix, Amazon Prime Video, Spotify or Apple Music soon became popular, spreading culture and entertainment at affordable prices and helping to fight computer piracy. And as these streaming platforms conquered the world, the idea of creating a version especially dedicated to disseminating content from Portuguese-speaking countries began to take shape in the mind of Júlio Chilela, a young scientist, software engineer, and student in the United States. He idealized and developed the project and decided to approach actor Silvio Nascimento to ask for his collaboration. "I liked the project and together we started to develop the objectives of Tellas and how to achieve them," reveals the current CEO of Tellas, who initially began to embrace the challenge only as a promoter of the initiative. He would eventually become more involved in its realization, but he emphasizes that "the idea and technical development of Tellas are entirely Júlio's responsibility." 53

2

Primeira Classe First class

Lançada em 2018, a Tellas nasceu com a intenção de dignificar o cinema angolano e permitir que os angolanos, e toda a comunidade dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), possam ver filmes em português, com ou sem legendas, onde quer que estejam. “A valorização do cinema em língua portuguesa é a principal finalidade da Tellas”, refere o seu CEO. As naturais dificuldades iniciais não travaram o desejo destes empreendedores, a quem, entretanto, se juntou o amigo Márcio Castro, e juntos investiram na montagem da plataforma, contando com o apoio e o trabalho da equipa que formaram. “Não tivemos quaisquer financiamentos e todo o projecto se desenvolveu a partir da vontade, luta e investimento próprios, com o propósito de edificarmos algo para o bem comum”, refere Sílvio Nascimento. Criada a Tellas, ficaram disponíveis para visualização conteúdos de produção própria e independente, maioritariamente com origem nos Palop, embora também já tenha “registado algum interesse de países da zona francófona”. Destinada a utilizadores maiores de 18 anos, com várias opções de subscrição com o valor da mesma a depender da duração escolhida, a Tellas oferece para visualização filmes – os favoritos do público – séries, documentários, concertos, espectáculos de stand-up comedy ou até cursos em vídeo, entre muitos outros conteúdos. A resposta do público tem sido bastante satisfatória. “Começámos com muito poucos

visualizadores e temos vindo sempre a crescer”, revela o Director Executivo, reconhecendo o impulso inesperado que a pandemia veio dar à Tellas: “O produto não foi lançado durante a pandemia, mas durante a mesma o número de visualizadores e subscritores aumentou bastante, pois as pessoas estavam todas em casa, e como nós tínhamos conteúdos novos…”

Launched in 2018, Tellas was created with the intention of dignifying Angolan cinema and allowing Angolans, and the entire community of Portuguese-speaking African Countries (PALOP), to watch films in Portuguese, with or without subtitles, wherever they are. "The valorization of cinema in Portuguese is Tellas' main goal", says its CEO.

The natural initial difficulties did not stop the desire of these entrepreneurs, who, in the meantime, were joined by their friend Márcio Castro, and together they invested in setting up the platform, counting on the support and work of the team they formed. "We didn't have any funding and the whole project was developed from our own will, determination, and invest-

Lançada em 2018, a Tellas nasceu com a intenção de dignificar o cinema angolano e permitir que os angolanos, e toda a comunidade dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), possam ver filmes em português… Launched in 2018, Tellas was created with the intention of dignifying Angolan cinema and allowing Angolans, and the entire community of Portuguese-speaking African Countries (PALOP) to watch films in Portuguese...

3 54

1 A Tellas conta com uma oferta vasta e variada. Tellas has a wide and varied offer. 2 O actor Sílvio Nascimento é o CEO da plataforma de streaming angolana. Actor Sílvio Nascimento is the CEO of the Angolan streaming platform. 3 Os filmes são o conteúdo favorito dos subscritores. Movies are subscribers' favorite content.

4

4 Destinada a utilizadores maiores de 18 anos, tem várias opções de subscrição. Intended for users over the age of 18, with various subscription options.

Questionado sobre o número de subscritores, Sílvio Nascimento defende que é relativo para aferir a popularidade da plataforma. “Até ontem, por exemplo, eram 25 mil, hoje já são 29 mil, e este número pode crescer ou mesmo diminuir, dependendo dos conteúdos, do interesse que os mesmos despertam no público e da sua promoção”, afirma. Neste momento, os responsáveis estão apostados em contactos com outras empresas para tentar alargar a promoção da plataforma e neste início de 2022, esperam concretizar um contrato que permitirá a sua di-

vulgação massiva, permitindo aquele que é um dos seus objectivos: atingir a vida dos angolanos e vários povos dos Palop. “O que podemos dizer agora é que temos muitos conteúdos nacionais e novos e que esperamos receber ainda mais. Temos muitos filmes que não foram lançados e estamos à espera da efectivação deste contrato para os podermos apresentar”, declara Sílvio Nascimento. Optimista, não hesita em afirmar que pensam conseguir atingir, até ao final de 2022, um milhão de subscritores. “Acreditamos que 2022 é o ano da Tellas”, conclui.

ment, with the purpose of building something for the common good," says Silvio Nascimento. Once Tellas was created, a series of contents of its own and independent production became available, mostly from the PALOP, although "some Francophone countries have also expressed interest". Intended for users over the age of 18, with various subscription options and prices that depend on the chosen duration, Tellas offers films - the public's favorites - series, documentaries, concerts, stand-up comedy shows, and even video courses, among many other contents. 55

The response from the public has been very satisfactory. "We started with very few viewers, and we have been growing," reveals the CEO, recognizing the unexpected boost that the pandemic gave Tellas: "The product was not launched during the pandemic, but during the pandemic the number of viewers and subscribers increased a lot, because people were at home, and since we had new content..." Asked about the number of subscribers, Silvio Nascimento argues that they are relative, if we want to gauge the popularity of the platform. "Until yesterday, for example, there were 25 thousand, today there are 29 thousand, and this number can grow or even decrease, depending on the content, the interest it arouses in the public, and its promotion," he says. At this moment, the team are engaged in contacts with other companies to try to broaden the promotion of the platform, and at the beginning of 2022 they hope to enter into a contract that will allow its massive dissemination and enable them to achieve one of the platform’s objectives: to reach Angolans and various peoples of the PALOP. "What we can say now is that we have a lot of national and new content, and we hope to receive even more. We have many films that have not been released and we are waiting for this contract to come into effect so that we can make them available," says Silvio Nascimento. An optimist, he does not hesitate to say that they think they can reach one million subscribers by the end of 2022. "We believe that 2022 is the year of Tellas", he concludes.

RAIO X X-RAY

O DESAFIO DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL THE SUSTAINABLE DEVELOPMENT CHALLENGE TEXTO TEXT: LADISLAU FRANCISCO FOTO PHOTO: ARQUIVO ARCHIVE

56

E

m 2015, 193 países assumiram o compromisso Agenda 2030, “um apelo global à acção para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente e o clima e garantir que as pessoas, em todos os lugares, possam desfrutar de paz e de prosperidade”. Coordenada pela Organização das Nações Unidas (ONU), esta Agenda tem vindo a apoiar a implementação de medidas que possibilitem a concretização dos seus Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Porém, no que respeita a esta intenção os obstáculos surgem em todas as linhas. Apesar de assumir uma postura positiva diante dos desafios dos ODS, Angola enfrenta dificuldades para cumprir as metas estabelecidas, numa altura em que se revela incontornável a eliminação da ideia de Desenvolvimento Económico linear, assente na ideia da exploração dos recursos sem pensar na sustentabilidade. Das 177 metas para cumprir até 2030, as mais voltadas para o ambiente estão expressas nos objectivos 13, “Acção contra a mudança global do clima”, e 14, “Vida na água”, como referiu o ambientalista Vladimir Russo durante uma conferência recentemente organizada pela revista Economia & Mercado precisamente sobre o tema “Uma Análise Sobre os ODS, a Economia Extractiva e a Protecção Ambiental em Angola”. Chamando a atenção para o facto de, segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE) referente a 2018, Angola estar longe de cumprir os objectivos estabelecidos, o ecologista referiu que é necessário um esforço adicional e considerar os aspectos multidimensionais do tema. Além da protecção do ambiente, há também a questão da melhoria da qualidade de vida das pessoas. Hoje, o desenvolvimento não é apenas num quesito, frisou o ambientalista referindo que, apesar da postura positiva perante os ODS desde 2015, Angola está ainda longe do ideal. E o “Relatório de Desenvolvimento Sustentá-

I

n 2015, 193 countries made the commitment Agenda 2030, "a global call to action to end poverty, protect the environment and climate, and ensure that people everywhere can enjoy peace and prosperity." Coordinated by the United Nations (UN), this Agenda has been supporting the implementation of measures that enable the achievement of its Sustainable Development Goals (SDGs). However, when it comes to sustainable development, obstacles arise across the board. Despite taking a positive stance towards the challenges of the SDGs, Angola faces difficulties in meeting the established goals, at a time when it is essential to eliminate the idea of linear economic development, based on the idea of exploitation of resources without thinking about sustainability. Of the 177 goals to be achieved by 2030, the most environmentally oriented are expressed in objectives 13, "Action against global climate change", and 14, "Life in water", as stated by environmentalist Vladimir Russo during a conference recently organized by the Economia & Mercado magazine on the theme "A Review of the SDGs, the Extractive Economy and Environmental Protection in Angola". Drawing attention to the fact that, according to the 2018 report of the National Statistics Institute (INE), Angola is far from meeting the established goals, the ecologist said that we need to make an additional effort and consider the multidimensional aspects of the topic. In addition to protecting the environment, there is also the issue of improving people's quality of life. Nowadays, development is not related to a single issue, stressed the environmentalist, before adding that despite the positive stance towards the SDGs since 2015, Angola is still far from being in an ideal position. And the "Sustainable Development Report", published by Cambridge School, shows that the country is still far below what can be done "on the issue of energy transition, for example." The environmentalist also highlighted the shortcomings in the legislation, which according to

Os ODS não são um mero acordo entre líderes mundiais, são um verdadeiro compromisso em nome do planeta. The SDGs are not a mere agreement between world leaders, they are a true commitment on behalf of the planet. 57

RAIO X X-RAY

vel”, publicado pela Cambridge School, mostra que o país está ainda muito abaixo do que é possível ser feito “nas questões da transição energética, por exemplo”. O ambientalista fez também referência à questão das insuficiências na legislação, que segundo ele, não são claras nem equiparadas: a lei 31/11 de Setembro, que regula o sector mineiro, não exige para os diamantes o mesmo que o Decreto Executivo 97/14 exige para a indústria dos petróleos, no que à monitorização do ambiente e responsabilidade ambiental diz respeito. Enquanto nos petróleos há clareza e exigência de periodicidade, nos diamantes não há essa transparência, transmitindo uma fraca noção da importância da responsabilidade ambiental, abrindo espaço para os crimes ambientais e/ou negligências ligadas ao ambiente, quando deveria ser igual à importância que as empresas dão à responsabilidade social, “levando a que as empresas se foquem muito na responsabilidade social e quase nada digam ou façam no âmbito da responsabilidade ambiental”, disse Vladimir Russo. “SÓ HÁ ECONOMIA PORQUE EXISTE AMBIENTE” Numa altura em que as questões do ambiente estão na ordem do dia, na conferência organizada pela revista E&M destacou-se a ideia de que a economia não está fora do ambiente. “Só há economia porque existe ambiente”, lembrou Lorenzo Mancini, representante do Programa das

1 Vladimir Russo, ambientalista. Vladimir Russo, environmentalist.

1

2 Kerllen Costa, diretor nacional do projecto Okavango Wilderness da National Geographic. Kerllen Costa, National Geographic's Okavango Wilderness project country director.

Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em Angola, que assim sustenta a ideia de que não se pode só explorar, seja que recurso for, sem ter em conta um conjunto de medidas para que essa exploração seja sustentável. Os ODS não são um mero acordo entre líderes mundiais, são um verdadeiro compromisso em nome do planeta. Pelo que, cada vez mais, se assumem como pilares basilares de uma sociedade que se quer moderna, equilibrada, capaz de gerar riqueza e que respeite a natureza e os direitos humanos. É que a economia circular é abrangente, pode incluir a transição dos combustíveis fósseis para as energias renováveis, mas também os esforços para reduzir a emissão de gases ou o consumo de materiais, bem como a pressão sobre o planeta, explicou Lorenzo Mancini. O responsável do

him, are neither clear nor equal: law 31/11 of September, which regulates the mining sector, does not require from the diamond industry the same thing that Executive Decree 97/14 requires for the oil industry, with regard to environmental monitoring and environmental responsibility. While in the oil industry there is clarity and requirement of periodicity, in the diamond industry there is no such transparency. This conveys a weak notion of the importance of environmental responsibility, enabling the commitment of environmental crimes and/or negligence related to the environment. Companies do not give both issues the same importance, "which makes companies focus a lot more on social responsibility and not say or do almost anything when it comes to environmental responsibility," said Vladimir Russo. 58

“THERE IS ECONOMY ONLY BECAUSE THERE IS ENVIRONMENT” At a time when environment issues are at the top of any agenda, it was made clear during the conference organized by E&M magazine that economy cannot be separated from the environment. "There is economy only because there is environment," recalled Lorenzo Mancini, representative of the United Nations Development Program (UNDP) in Angola, who thus supports the idea that one cannot just perform exploration activities, whatever the natural resource involved, without taking into account a set of measures for the exploration to be sustainable. The SDGs are not a mere agreement between world leaders, they are a real commitment on behalf of the planet. Therefore, more and more, they are assumed as basic pillars of a society that wants to be mod-

PNUD reforçou a necessidade de acabar com a ideia de crescimento linear infinito e passar a pensar numa economia mais circular, que envolva o ambiente e que pense na necessidade de desenvolvimento humano. Torna-se crucial, defendem os especialistas, que todos tenhamos em atenção a questão da melhoria das condições de vida das pessoas. Recorde-se que o PNUD desenvolveu um plano estratégico para 2022-2025 – assente em seis eixos, três dos quais ligados às questões ambientais, nomeadamente o ambiente, a resiliência e a energia – em que o Desenvolvimento Económico é encarado como intimamente ligado ao Desenvolvimento Humano. DESPERDÍCIO INVIABILIZA E SUSTENTABILIDADE Pior que estarmos atrasados, é cometermos os mesmos erros que os países mais desenvolvidos, que já passaram por aquilo que estamos a passar, cometeram, fundamentalmente a separação entre o desenvolvimento socioeconómico e a conservação ambiental – “O que está errado. Um está ligado ao outro”, afirma Kerllen Costa, director nacional do projecto Okavango Wilderness da National Geographic. Chamando a atenção para o facto de as sociedades rurais angolanas poderem ser um bom exemplo de como é possível viver dentro do verdadeiro sentido de sustentabilidade, o biólogo argumenta que, por causa da guerra, estas sociedades rurais habituaram-se a caçar o que precisam, cortar as árvores de que precisam, utili-

zar a água só para o que precisam, evitando o consumo excessivo e o desperdício, um dos problemas criados pelas modernas sociedades de consumo. E no que respeita aos erros e agressões ambientais atribuídos a estas comunidades, o especialista defende que é importante perceber o porquê da sua ocorrência e educar as populações de forma que possam alcançar os seus objectivos de forma menos nociva. “Eles não são uma tentativa falhada de serem iguais a nós. Mas são uma forma diferente, e temos de aceitar e aprender a lidar com isso”, finalizou Kerllen Costa. Independentemente das políticas traçadas pelas nações, organizações e empresas, está também nas mãos de cada um de nós o futuro do planeta. Comecemos hoje mesmo a mudar a forma como o tratamos.

ern, balanced, able to generate wealth, and that respects nature and human rights. Circular economy is comprehensive. It can include the transition from fossil fuels to renewable energy, but also the efforts to reduce gas emissions or consumption of materials, as well as the pressure on the planet, explained Lorenzo Mancini. The UNDP official reinforced the need to stop the idea of infinite linear growth and start thinking about a more circular economy, one that involves the environment and considers the need for human development. It is crucial, specialists say, that we all pay attention to the issue of improving people's living conditions. The UNDP has developed a strategic plan for 2022-2025 based on six axes, three of which are linked to environmental issues, namely environment, resilience and energy - in which Economic Development is closely linked to Human Development.

2

59

WASTE MAKES SUSTAINABILITY IMPOSSIBLE Worse than being behind is to make the same mistakes that the most developed countries, which have already gone through what we are going through, have made, specifically the separation of socio-economic development from environmental conservation. "Which is wrong. One is linked to the other," said Kerllen Costa, National Geographic's Okavango Wilderness project country director. Drawing attention to the fact that rural Angolan societies can be a good example of how it is possible to live within the true sense of sustainability, the biologist argues that, because of the war, these rural societies have gotten used to hunting what they need, cutting the trees they need, using water only for what they need, avoiding excessive consumption and waste, one of the problems created by modern consumer societies. And when it comes to the environmental mistakes and aggressions attributed to these communities, the expert argues that it is important to understand why they occur and educate the populations so that they can achieve their goals in a less harmful way. "They are not a failed attempt to be the same as us; they are different, and we have to accept and learn to deal with that," Kerllen Costa concluded. Regardless of the policies set by nations, organizations, and companies, the future of the planet is also in the hands of each one of us. Let us change the way we treat it, starting today.

informação taag TAAG INFORMATION

QUEREMOS TORNAR A SUA VIAGEM MAIS AGRADÁVEL E FÁCIL, PELO QUE A TAAG TEM O PRAZER DE LHE DAR ALGUMAS INFORMAÇÕES SOBRE OS SEUS SERVIÇOS E VOOS. WE WANT TO MAKE YOUR TRIP MORE PLEASANT AND EASY, SO TAAG IS PLEASED TO GIVE YOU SOME INFORMATION ABOUT ITS SERVICES AND FLIGHTS.

aviação ontem e hoje Aviation Yesterday and Today voo extra extra FLIght horários de inverno schedule winter

62 66 70

frota FLEET informação tributária Advice from AGT de olho na segurança with an eye on safety

71 72 74

aviação ontem e hoje Aviation Yesterday and Today

IN MEMORIAM COMANDANTE KITUMBA JÚNIOR CAPTAIN KITUMBA JÚNIOR

1

Partiu para um voo sem regresso, o Cmdt Kitumba Júnior, um dos tripulantes mais amados e populares dentro e fora da TAAG. O seu espírito de humor, simpatia e cortesia eram admirados por todos. Ninguém diria que carregava nos ombros uma história de vida dolorosa, para não dizer trágica! Pertencente a uma família de Malanje, conhecida pelo elevado nível de formação, cultura e dignidade, perdeu quase todos os seus irmãos na mesma época e o luto

também se iria intrometer na sua vida pessoal mais tarde. Chamava-se Lourenço Manuel da Silva Júnior, mas preferia que o tratassem por Kitumba Júnior, com o qual se identificava melhor, pela genealogia familiar. A sua aura positiva e rara contagiava e alegrava todos aqueles que o rodeavam. O exemplo mais emblemático foi a homenagem prestada pelo Protocolo do Vaticano: a solicitação ao Arcebispo de Luanda, Don Filomeno do Nas-

Captain Kitumba Júnior departed for a one-way flight! He was one of the most beloved and popular crew members inside and outside TAAG. His spirit of humor, friendliness and courtesy were admired by all. No one would say that he carried within him a painful, not to say tragic, life story. Belonging to a family from Malanje, known for their high level of education, culture and dignity, he lost almost all of his siblings, at the same time, and grief would also intrude 62

into his personal life later on. His name was Lourenço Manuel da Silva Júnior, but he preferred to be called Kitumba Júnior, with whom he identified better, due to his family genealogy. His positive and rare aura was contagious and made everyone around him happy. The most emblematic example was the tribute paid by the Vatican Protocol: the request to the Archbishop of Luanda, Don Filomeno do Nascimento Vieira Dias, to say the mass for the 30 days of his

O Protocolo do Vaticano manifesta, assim e quase 30 anos depois, a profundidade da sua gratidão e respeito pelo profissionalismo da Tripulação, na digressão por Angola, em 1992, do Papa João Paulo II… The Vatican Protocol expresses, in this way and almost 30 years later, the depth of its gratitude and respect for the Crew's professionalism, during the 1992 trip of Angola by Pope John Paul II...

2

1 O Cmdt Kitumba era uma das figuras mais queridas da TAAG. Cmdt Kitumba was one of TAAG's most beloved figures. 2 Com o Papa João Paulo II, com quem privou de perto durante o périplo de Sua Santidade por Angola. With Pope John Paul II, with whom he had a close relationship during His Holiness's journey through Angola.

3

cimento Vieira Dias, para rezar a missa dos 30 dias do seu passamento físico. Esta informação foi dada pelo próprio arcebispo no fim do culto religioso. O Protocolo do Vaticano manifesta, assim e quase 30 anos depois, a profundidade da sua gratidão e respeito pelo profissionalismo da Tripulação, na digressão por Angola, em 1992, do Papa João Paulo II, falecido em 2005. Os aviões da TAAG – Linhas Áereas de Angola acolheram a autoridade máxima do

Estado do Vaticano e a sua comitiva. Huambo, Lubango, Cabinda, Mbanza Congo e Benguela foram os destinos domésticos da visita pastoral a Angola. A pontualidade, acomodação dos aviões da TAAG e a delicadeza dos tripulantes foram muito apreciadas. Os voos foram realizados na aeronave baptizada com o nome de João Paulo II e benzida por ele. O seu regresso ao Vaticano também foi feito a bordo de uma aeronave da TAAG. Sua Santidade enviou uma

physical death. This information was given by the Archbishop himself at the end of the religious service. The Vatican Protocol expresses, in this way and almost 30 years later, the depth of its gratitude and respect for the Crew's professionalism, during the 1992 trip of Angola by Pope John Paul II, who died in 2005. TAAG Angola Airlines planes welcomed the highest official of the Vatican State and its entourage. Huambo, Lubango, Cabinda, Mbanza Congo and Benguela were 63

3 O Cmdt Kitumba, entre a tripulação que acompanhou a visita de João Paulo II a Angola. Cmdt Kitumba, among the crew that accompanied John Paul II's visit to Angola. 4 Numa vida dedicada à companhia de bandeira, viveu diversas fases da mesma. In a life dedicated to the flag company, he lived through different phases of it.

aviação ontem e hoje Aviation Yesterday and Today

PRIMEIRO BOEING

NOVA FROTA

Em 3 de Março 1976 inicia a era do jato em Angola com a chegada do primeiro Boeing 737

A grande renovação da sua frota encomedou 7 novos Boeing. Sendo 3 Boeing 777200 e 4 Boeing 737-700 nova geração

1976

Fez o Curso Geral de Electricidade, em 1973, na antiga Escola Industrial e Comercial Sá Viana Rebelo, e a Secção Preparatória Industrial que concluiu em 1974, com 14 valores. Esta instituição passaria mais tarde a ter a designação de Liceu Técnico de Amílcar Cabral. Terminou o Curso Geral de Piloto Aviador, no dia 5 de Maio de 1978 na Academia de FRUNZE (Academia Militar de Frunze, na ex-URSS, actualmente cidade de Bishkek, na Républica do Quirguistão), onde estudou durante 4 anos. Também fez os Cursos de Piloto de Helicópteros e de Piloto Comercial Falava português, inglês, espanhol e kimbundu. He took the General Electricity Course, in 1973, at the former Industrial and Commercial School Sá Viana Rebelo, and the Industrial Preparatory Section, which he concluded in 1974, with 14 points. This institution would later be renamed Liceu Técnico de Amílcar Cabral. He finished the General Aviator Pilot Course on May 5, 1978 at the FRUNZE Academy (Frunze Military Academy, in the former USSR, currently the city of Bishkek, in the Kyrgyz Republic), where he studied for 4 years. He also took the Helicopter Pilot and Commercial Pilot Courses. He spoke Portuguese, English, Spanish and Kimbundu.

2006

Chamava-se Lourenço Manuel da Silva Júnior, mas preferia 1975 1985 que o tratassem por ACIONALIZAÇÃO VOOS PARA O RIO Kitumba Júnior, com o qual se identificava melhor, pela genealogia familiar.

Após a proclamação da independência de Angola, a empresa é nacionalizada, mas forma parceria com a TAP

FORMAÇÃO ACADÉMICA E PROFISSIONAL ACADEMIC AND PROFESSIONAL TRAINING

Em 16 de Junho 1985 iniciaram as operações para o Brasil e em 1986. a TTAG transporta 1 millhão de passageiros

His name was Lourenço Manuel da Silva Júnior, but he preferred to be called Kitumba Júnior, with whom he identified better, due to his family genealogy.

mensagem de agradecimento à TAAG pela forma como foi acolhido. A afabilidade do Comandante Kitumba dificilmente se esquece. Acreditamos que se soubesse das lágrimas de profunda tristeza derramadas pelo seu desaparecimento já teria dito algo para nos fazer sorrir. Era assim o nosso querido Comandante Kitumba. Nasceu a 1 de Julho de 1954, em Malanje e deixa órfãos quatro filhos. Muito obrigado por ter alegrado as nossas vidas. Estará sempre presente nos nossos corações e na nossa memória!

2020 DASH 8

Em Julho 2020 a TAAG recebe primeira aeronaval Dash 8 para voos domésticos e regionais

4

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL PROFESSIONAL EXPERIENCE

Foi admitido como piloto na FAPA, em 1978, donde sairia em 1983, na sequência do seu licenciamento do serviço militar activo e passagem à Reserva. • Iniciou as suas funções na TAAG, com a categoria de 2º Piloto, na Direcção de Operações de Voo, a 01 de Setembro de 1983, tendo ficado com o Nº. Mec. 83561; • Foi Co-piloto do L-382, de 1985 a 1988; • Co-piloto do B-737-200, em 1988; • Passou a Comandante do F-27, em 1997; • Foi promovido a Chefe de Frota do F-27, a partir de Janeiro de 1998; • Passou a Comandante do B-737-200, em 2004; • Passou a Comandante do B.737-700, em 2013; • Cessou a sua actividade regular em 2015 e continuou com contrato de continuidade de 2016 a 2019. Estava reformado desde Novembro de 2020. He was admitted as a pilot to FAPA in 1978, leaving in 1983, following his license from active military service and passage to the Reserve. • Started his duties at TAAG, with the category of 2nd Pilot, in the Flight Operations Directorate, on 01 September 1983, having taken the No. Mech. 83561; • Co-pilot of the L-382, from 1985 to 1988; • Co-pilot of the B-737-200, in 1988; • He became Commander of the F-27, in 1997; • Promoted to F-27 Fleet Chief from January 1998; • He became Commander of the B-737-200, in 2004; • He became Commander of the B.737-700, in 2013; • Ceased his regular activity in 2015 and continued with a continuity contract from 2016 to 2019. He had been retired since November 2020.

the national destinations of the pastoral visit to Angola. The punctuality, accommodation of TAAG planes and the kindness of the crew were highly appreciated. The flights were carried out in the aircraft named after John Paul II and blessed by him. His return to the Vatican also took place aboard a TAAG aircraft. His Holiness sent a message of thanks to TAAG for the way he was welcomed. Commander Kitumba's affability will hardly be forgotten. We believe that if he had known about the tears of deep sadness shed by his disappearance, he would have already said something to make us smile. That's how our dear Commander Kitumba was. He was born on July 1, 1954, in Malanje, and leaves four children. Thank you so much for making our lives happy. He will always be present in our hearts and in our memory! name. 64

ASSINE A E&M EM DIGITAL OU EM PAPEL, ENTREGUE À SUA PORTA ACEDA A TODOS OS CONTEÚDOS SUBSCRIBE E&M ONLINE OR IN PRINT, DELIVERED AT YOUR DOOR ACCESS ALL THE CONTENT

WWW.ECONOMIAEMERCADO.CO.AO

Quem lê, sabe mais.

The more you read, the more you know.

ASSINATURAS DIGITAIS ONLINE SUBSCRIPTIONS

visite o nosso site visit our website

app grátis free app

+ informações aqui + information here

FAÇA JÁ O DOWNLOAD DOWNLOAD NOW

DISTRIBUIDOR OFICIAL OFFICIAL DISTRIBUTOR

UM PRODUTO AN EDICENTER PUBLICATION

VOO EXTRA EXTRA FLIGHT

TAAG RECEBE QUINTO DASH 8-400 TAAG GETS A FIFTH DASH 8-400

A TAAG -Linhas Aéreas de Angola recebeu, a 24 de Janeiro de 2022, a quinta das seis aeronaves do tipo Dash 8-400, compradas à fabricante De Havilland Aircraft of Canada Limited. A sua aquisição enquadra-se no âmbito da modernização e reestruturação da companhia aérea de bandeira. O voo, a partir do fabricante canadiano até Angola, foi realizado pela primeira vez por tripulantes angolanos. Saídos de Toronto (Canadá), fizeram escalas técnicas em Portugal, Mauritânia e Ghana. A introdução na frota da TAAG dessas aeronaves tem permitido a redução dos custos operacionais, permitindo baixar os custos dos bilhetes de passagem domésticos e regionais. A TAAG começou a receber aeronaves deste tipo em Julho de 2020, num processo que contempla seis aeronaves, todas elas baptizadas com nomes de rios e/ou províncias de Angola. A esta quinta aeronave deu-se o nome Cunhinga, designação de um rio e de um município da província do Bié. A chegada da sexta e última aeronave está prevista para Junho do corrente ano. A versão de todas estas aeronaves é de 74 lugares (10 na classe executiva e 64 na classe económica). Têm uma autonomia de voo de 6 horas, sobrevoam até 2.500 metros de altitude e podem atingir uma velocidade de 700 Km/hora. O seu nível de poluição sonora é o mais baixo possível na indústria.

TAAG – Angola Airlines Linhas Aéreas de Angola got on January 24, 2022, the fifth of six Dash 8-400 type aircraft, purchased from the manufacturer De Havilland Aircraft of Canada Limited. Its acquisition falls within the scope of the modernization and restructuring of the flag carrier. The flight, from the Canadian manufacturer to Angola, was carried out for the first time by Angolan crew. Departed from Toronto (Canada), they made technical stopovers in Portugal, Mauritania and Ghana. The introduction of these aircraft in TAAG's fleet has allowed the reduction of operating costs, allowing also the cost of domestic and regional tickets to be lowered. TAAG begin receiving aircraft of this type in July 2020, in a process that includes six aircraft, all of them are named after rivers and/or provinces in Angola. This fifth aircraft is named Cunhinga, designation of a river and a municipality in the province of Bié. The arrival of the sixth and final aircraft is scheduled for June of this year. All these aircraft have a 74-seat version (10 in business class and 64 in economy class). They have a flight autonomy of 6 hours, fly up to 2,500 meters in altitude and can reach a speed of 700 km/hour. Its noise pollution level is the lowest possible in the industry.

66

TAAG OFERECE MAIS VOOS E NOVOS DESTINOS TAAG OFFERS MORE FLIGHTS AND NEW DESTINATIONS Ao fim de 100 dias à frente dos destinos da TAAG, o seu Conselho de Administração fez um balanço da sua actividade ao longo deste período, marcado pela pandemia da Covid-19, num encontro com jornalistas nacionais e estrangeiros, realizado a 7 de Fevereiro deste ano. Foram fornecidas informações sobre a gestão da empresa, dificuldades encontradas e superação paulatina das mesmas. Foram igualmente dadas a conhecer acções encetadas para que a TAAG possa prestar ao cliente um serviço de excelência, tanto em terra como a bordo, sempre com um respeito escrupuloso pela segurança operacional. Segundo a sua Presidente do Conselho de Administração, Ana da Silva Major, um dos objetivos é “o aumento do número de voos semanais, domésticos e internacionais, prevendo chegar ao final do ano praticamente com o dobro das ligações actualmente existentes”. Outro propósito é a melhor exploração do transporte de Carga. Eduardo Fairen Soria, presidente executivo da TAAG, adiantou também que está em estudo uma rota intercontinental nova.

After 100 days at the head of TAAG’s management, its Board of Directors took stock of its activity over this period, marked by the covid-19 pandemic, in a meeting with national and foreign journalists, held on February 7 this year. Information about the company's management, difficulties experienced and their gradual overcoming were provided. The Actions taken were also made known so that TAAG can provide an excellent service to the costumer, both on ground and on board, always with respect for safety. According to its Chairman of the Board of Directors, Ana da Silva Major, one of the aims is “to increase the number of weekly, domestic and international flights, with the expectation that by the end of the year the number of existing connections will practically double”. Another purpose is to make the better use of Cargo transport. Eduardo Fairen Soria, CEO of TAAG, also said that a new intercontinental route is being studied.

PROMOÇÕES EM CURSO ONGOING PROMOTIONS A TAAG tem estado a efectuar promoções para muitos destinos internacionais para reservas com partida de Angola. A promoção, válida para viagens entre 14 de Fevereiro e 5 de Junho de 2022, pressupõe uma estadia mínima de 3 dias e máxima de 30 dias e os bilhetes não são reembolsáveis. Estas promoções também abrangem os voos domésticos. TAAG has been carrying out promotions to several international destinations for bookings departing from Angola. The promotion, valid for travel between February 14 and June 5, 2022, requires a minimum stay of 3 days and a maximum of 30 days and tickets are non-refundable. These promotions also cover domestic flights.

67

recomendações de saúde pública public health recommendations

GRIPE POR CORONAVÍRUS (COVID-19)

FLU BY CORONAVIRUS (2019-NCOV) WHAT IS FLU BY CORONAVIRUS?

O QUE É A GRIPE POR CORONAVÍRUS? É uma doença altamente contagiosa e semelhante à gripe vulgar.

It is a highly contagious disease similar to the common flu.

COMO SE MANIFESTA?

WHAT ARE THE SYMPTOMS?

Febre alta Tosse Dificuldade respiratória

High fever Cough Shortness of breath

COMO SE TRANSMITE?

HOW DOES IT SPREAD?

A transmissão pode acontecer por contacto próximo com pessoas infectadas e por via de contágio através do espirro, tosse e contacto com as mãos pessoas contaminadas e utensílios ou superfícies contaminados.

It can spread through close contact with infected persons, through the sneeze or cough of an infected person, or through contact with the hands of infected persons, contaminated objects or surfaces.

QUAIS SÃO AS RECOMENDAÇÕES?

WHAT IS RECOMMENDED?

Em caso de suspeita, ligar para o 111; Lavar regularmente as mãos com água e sabão ou desinfectar com álcool em gel; Cobrir a boca ao tossir e/ou espirrar com o braço dobrado ou um lenço descartável; Evitar aglomerações e ambientes fechados; Não partilhar objectos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas; Se apresentar manifestações, procurar o serviço de saúde mais próximo; Evitar o contacto com animais domésticos ou selvagens.

If you suspect an infection, call 111; Wash your hands regularly with water and soap or an alcoholbased disinfectant; Cover your mouth when you cough or sneeze, using your folded hand or a disposable tissue; Avoid big crowds and closed environments; Do not share objects of personal use like cutlery, plates, cups or bottles; If you show symptoms of the disease, seek the nearest health service; Avoid contact with wild or domestic animals.

OBRIGADO PELA SUA COMPREENSÃO E COOPERAÇÃO

THANK YOU FOR YOUR UNDERSTANDING AND COOPERATION 68

recomendações de saúde pública e LIVRO DE RECLAMAÇÕES public health recommendations and complaints book

VAI VIAJAR?

ARE YOU GOING TO TRAVEL?

CONHEÇA AS MEDIDAS DE PREVENÇÃO E CONTROLO DE VÍRUS SARS-COV-2 E DA COVID-19 QUE SE APLICAM EM CASO DE VIAGEM.

LEARN ABOUT SARS-COV-2 VIRUS AND COVID-19 PREVENTION AND CONTROL MEASURES THAT APPLY WHEN TRAVELING.

VIAGENS PARA O EXTERIOR

TRAVEL ABROAD

É OBRIGATÓRIA A APRESENTAÇÃO DE: Certificado de vacinação ou Comprovativo que ateste a toma de pelo menos uma dose da vacina contra a COVID-19 ou Teste SARS-CoV-2 com resultado negativo realizado até sete dias antes. (A partir de 15 de Outubro, a obrigatoriedade de apresentação do certificado de vacinação é extensível aos maiores de 18 anos)

IT IS MANDATORY TO PRESENT: Vaccination certificate or Evidence that at least one dose of the vaccine against COVID-19 has been taken or Negative SARS-CoV-2 test performed up to seven days before the travel date. (From October 15th, travelers over 18 years of age will also be required to present a vaccination certificate)

QUARENTENA Estão dispensados de quarentena os cidadãos portadores de certificado de vacinação contra a COVID-19 e que apresentem resultado negativo no teste obrigatório pós-embarque.

QUARANTINE Travelers with certificates of vaccination against COVID-19 who receive a negative result in the mandatory post-boarding test are exempt from quarantine.

INTERDIÇÃO TEMPORÁRIA DE ENTRADA NO PAÍS Interdição de entrada de cidadãos provenientes da República Federativa do Brasil e da República da Índia ou que tenham feito trânsito em qualquer destes dois países. Exceptuam-se os cidadãos de nacionalidade angolana e os estrangeiros residentes que são obrigados à observância de quarentena institucional nos termos definidos pelas autoridades sanitárias

TEMPORARY BAN ON ENTRY INTO THE COUNTRY Travelers from the Federative Republic of Brazil and the Republic of India or who have been in transit in either of these two countries are banned from entry. Angolan citizens and resident foreigners are exempt from the ban. However, they are required to comply with institutional quarantine under the terms defined by the health authorities

OBRIGADO PELA SUA COMPREENSÃO E COOPERAÇÃO

THANK YOU FOR YOUR UNDERSTANDING AND COOPERATION

AO ADQUIRIR O SEU BILHETE DE VIAGEM ESTABELE COM A TRANSPORTADORA UM CONTRATO. SE, POR QUALQUER RAZÃO, SE SENTIR LESADO, A LEI ESTABELECE, E A TAAG INCENTIVA, O USO DO “LIVRO DE SUGESTÕES, RECLAMAÇÕES E COMENTÁRIOS”, COLOCADO À SUA DISPOSIÇÃO. Para melhoria da salvaguarda dos direitos dos consumidores, o Instituto Nacional de Defesa do Consumidor – INADEC, por força do Decreto Presidencial 234/16, de 09 de Dezembro, tornou obrigatória a existência de um Livro de Reclamações, por si produzido. O livro e o respectivo selo de identificação devem estar visíveis aos consumidores.

WHEN YOU PURCHASE YOUR AIRLINE TICKET, YOU ENTER INTO A CONTRACT WITH THE CARRIER. IF, FOR ANY REASON, YOU ARE DISSATISFIED WITH OUR SERVICE, THE LAW PROVIDES FOR, AND TAAG ENCOURAGES, THE USE OF THE “BOOK OF SUGGESTIONS, COMPLAINTS AND COMMENTS” PLACED AT YOUR DISPOSAL. In order to better safeguard consumer rights, the National Institute for Consumer Protection (INADEC), through Presidential Decree 234/16 of December 9, has made it compulsory to use their standard Complaints Book. The book and its respective identification mark must be made available to consumers. 69

REDE DOMÉSTICA DOMESTIC NETWORK HORAS LOCAIS LOCAL TIME

SEGUNDA-FEIRA MONDAY DT120 DT121 DT220 DT221 DT311 DT312 DT126 DT127

LUANDA CABINDA LUANDA DUNDO LUANDA HUAMBO LUANDA CABINDA

08:00 10:00 09:00 11:45 14:30 17:00 19:40 21:35

CABINDA LUANDA DUNDO LUANDA HUAMBO LUANDA CABINDA LUANDA

73G 73G DH8 DH8 DH8 DH8 DH8 DH8

14:00 17:15 19:40 21:35

ONJIVA LUANDA CABINDA LUANDA

DH8 DH8 DH8 DH8

14:00 17:00 19:40 21:35

SAURIMO LUANDA CABINDA LUANDA

DH8 DH8 DH8 DH8

07:00 09:45 13:00 15:30 18:30 20:25

08:45 11:30 14:30 17:00 19:40 21:35

NAMIBE LUANDA HUAMBO LUANDA CABINDA LUANDA

DH8 DH8 DH8 DH8 DH8 DH8

07:00 09:00 12:00 14:15 17:00 19:45

08:00 10:00 13:15 15:30 18:45 21:30

CABINDA LUANDA CATUMBELA LUANDA LUBANGO LUANDA

73G 73G DH8 DH8 DH8 DH8

12:00 15:00 18:30 20:25

14:00 17:00 19:40 21:35

LUENA LUANDA CABINDA LUANDA

DH8 DH8 DH8 DH8

07:00 09:00 12:00 14:45 18:00 20:15

08:00 10:00 13:45 16:30 19:15 21:30

CABINDA LUANDA LUBANGO LUANDA CATUMBELA LUANDA

73G 73G DH8 DH8 DH8 DH8

07:00 09:00 07:00 09:45 13:00 15:30 18:30 20:25

TERÇA-FEIRA TUESDAY DT470 DT471 DT126 DT127

LUANDA ONJIVA LUANDA CABINDA

11:45 15:00 18:30 20:25

QUARTA-FEIRA WEDNESDAY DT230 DT231 DT126 DT127

LUANDA SAURIMO LUANDA CABINDA

12:00 15:00 18:30 20:25

QUINTA-FEIRA THURSDAY DT453 DT454 DT311 DT312 DT126 DT127

LUANDA NAMIBE LUANDA HUAMBO LUANDA CABINDA

SEXTA-FEIRA FRIDAY DT120 DT121 DT443 DT444 DT463 DT464

LUANDA CABINDA LUANDA CATUMBELA LUANDA LUBANGO

SÁBADO SATURDAY DT240 DT241 DT126 DT127

LUANDA LUENA LUANDA CABINDA

DOMINGO SUNDAY DT120 DT121 DT461 DT462 DT441 DT442

LUANDA CABINDA LUANDA LUBANGO LUANDA CATUMBELA

70

Favor verificar os horários e a programação mais recentes no nosso website www.taag.com ou com o seu agente de viagens porque a programação pode sofrer alterações. Please check the latest timings and schedule on our website www.taag.com or with your Travel Agent as schedules do change.

BOEING 777-300ER VELOCIDADE CRUZEIRO MAX. CRUISING SPEED KM/H

930

ALTITUDE MÁXIMA MAX. ALTITUDE M

13.060

RAIO DE ACÇÃO MAXIMUM RANGE KM

14.316

CAPACIDADE DE COMBUSTÍVEL FUEL CAPACITY L

181.280

Nº DE LUGARES SEATING CAPACITY D2-TEG/D2-TEH/D2-TEI PRIMEIRA CLASSE FIRST CLASS CLASSE EXECUTIVA BUSINESS CLASS CLASSE ECONÓMICA ECONOMIC CLASS

D2-TEJ/ D2-TEK 12 56 225

PRIMEIRA CLASSE FIRST CLASS CLASSE EXECUTIVA BUSINESS CLASS CLASSE ECONÓMICA ECONOMIC CLASS

BOEING 777-200ER VELOCIDADE CRUZEIRO MAX. CRUISING SPEED KM/H

930

ALTITUDE MÁXIMA MAX. ALTITUDE M

13.060

RAIO DE ACÇÃO MAXIMUM RANGE KM

14.316

CAPACIDADE DE COMBUSTÍVEL FUEL CAPACITY L

171.170

Nº DE LUGARES SEATING CAPACITY PRIMEIRA CLASSE FIRST CLASS CLASSE EXECUTIVA BUSINESS CLASS CLASSE ECONÓMICA ECONOMIC CLASS

14 51 170

BOEING 737-700NG VELOCIDADE CRUZEIRO MAX. CRUISING SPEED KM/H

900

ALTITUDE MÁXIMA MAX. ALTITUDE M

12.424

RAIO DE ACÇÃO MAXIMUM RANGE KM

6.035

CAPACIDADE DE COMBUSTÍVEL FUEL CAPACITY L

26.025

Nº DE LUGARES SEATING CAPACITY CLASSE EXECUTIVA BUSINESS CLASS CLASSE ECONÓMICA ECONOMIC CLASS

12 108 BOEING 737-700 NG

DASH 8-400 VELOCIDADE CRUZEIRO MAX. CRUISING SPEED KM/H

667

ALTITUDE MÁXIMA MAX. ALTITUDE M

8.230

RAIO DE ACÇÃO MAXIMUM RANGE KM

2.040

CAPACIDADE DE COMBUSTÍVEL FUEL CAPACITY L

2.903

Kwanza A

Nº DE LUGARES SEATING CAPACITY CLASSE EXECUTIVA BUSINESS CLASS CLASSE ECONÓMICA ECONOMIC CLASS

10 64 71

www.taag.com

08 53 228

informação da administração geral tributária Advice from AGT, the Tax Authority

É DA RESPONSABILIDADE DA ADMINISTRAÇÃO GERAL TRIBUTÁRIA A MISSÃO DE CONTROLAR A FRONTEIRA EXTERNA DO PAÍS E DO TERRITÓRIO ADUANEIRO NACIONAL, PARA FINS FISCAIS, ECONÓMICOS E DE PROTECÇÃO DA SOCIEDADE, DE ACORDO COM AS POLÍTICAS DEFINIDAS PELO EXECUTIVO. PARA CONTROLAR BENS À ENTRADA E À SAÍDA DE ANGOLA, INCLUINDO BAGAGEM TRANSPORTADA PELOS VIAJANTES (PASSAGEIROS E TRIPULAÇÕES), EXISTE UM SISTEMA DE DOIS CANAIS PARA DESALFANDEGAMENTO E VERIFICAÇÃO DE BAGAGEM DOS PASSAGEIROS, DESIGNADOS "CANAL VERDE" E "CANAL VERMELHO". SAIBA QUAL DEVE UTILIZAR DE ACORDO COM O QUE ESTIVER A TRANSPORTAR. Caro Viajante, Ao entrar no país, saiba que o valor dos bens que traz na sua bagagem até 2.640 UCF (Unidade de Correcção Fiscal*), estão isentos de pagamentos e demais direitos aduaneiros. Para mais informações consulte o site da AGT em www.agt.minfin.gov.ao Ao preparar a sua viagem, consulte em www.agt.minfin.gov.ao a lista dos produtos restritos e proibidos, para não incorrer em infracções

ARTIGOS LIVRES DE PAGAMENTO DE DIREITOS ADUANEIROS

GOODS EXEMPTED FROM CUSTOMS DUTIES

1 Vestuário (incluindo um vestido e um fato ou conjunto e seus acessórios, para noivos), calçados e artigos de uso pessoal; 2 Convites e brindes para casamento; 3 Até 3 telefones, 1 câmara fotográfica, 1 computador portátil, 1 tablet; 4 Até 1 litro de bebida espirituosa desde que transportada por maiores de 18 anos; 5 Até 2 litros de vinho; 6 Até 3 perfumes; 7 Até 3 águas de colónia, creme ou loção de barbear; 8 Carrinho de transporte de crianças, bicicletas simples ou munidas de motor com cilindrada igual ou inferior a 50 cm3; 9 Tabaco manipulado (até 400 cigarros), e/ou tabaco fabricado (até 500 grs) ou 100 charutos; 10 Até 3 plantas de diferentes espécies. Coroa Fúnebre e bouquet de flores; 11 Animais domésticos (como um cão, um gato, etc.), uma vez ao ano; 12 Bijuterias; 13 Objectos de higiene pessoal, tais como pastas dentífricas, shampoos e sais de banho; 14 Até 500 grs de peso líquido de café, 200 grs de peso líquido de extractos e essências de café e 100 grs de peso líquido de chá.

1 Clothing (including a wedding dress and suit and related accessories), shoes and articles of personal use; 2 Wedding invitations and gifts; 3 Up to 3 cellular phones, 1 photo camera, 1 laptop, 1 tablet; 4 Up to 1 liter of spirits provided that the carrier is older than 18; 5 Up to 2 liters of wine; 6 Up to 3 bottles of perfume; 7 Up to 3 bottles of cologne, skin lotion or shaving cream; 8 Buggy for children, bicycles or motorized bicycles with engine up to 50cc or less; 9 Tabaco: rolled (up to 400 cigarettes) / packed (up to 500g) or 100 cigars; 10 Up to 3 plants from different species; flower wreaths and bouquets; 11 Pets (such as dog or cat, etc.), once a year; 12 Jewelry; 13 Personal hygiene objects such as toothpaste, shampoo and bath salts; 14 Up to 500g net weight of coffee, 200g net weight of coffee extracts and essences and 100g net weight of tea;

* 1 UCF = 88 Akz 2.640 UCF = 232.320,00 Akz (valor passível de alteração)

* 1 UCF = 88 Akz 2,640 UCF = 232,320.00 Akz (value subject to change)

Nota: A importação acima dos limites e valor estabelecidos é passível de tributação.

Note: Importing above the established limits and values is liable to tax.

LIMITES APLICÁVEIS À ENTRADA E SAÍDA DE MOEDA DO PAÍS

LIMITS TO THE ENTRY AND EXIT OF CURRENCY INTO AND FROM ANGOLA

Os funcionários tributários ou agentes da polícia fiscal em serviço, estão autorizados a realizar o controlo de saída e entrada de moeda nas fronteiras aéreas, terrestres e marítimas. Prestar falsas declarações ou declarações incorrectas à Autoridade Tributária constitui infracção fiscal aduaneira, punível nos termos da legislação vigente.

Tax officials or revenue police agents are authorized to control the exit and entry of currency at air, land and maritime borders. Providing false or incorrect declarations to the Tax Authority is a tax and customs offense punishable under the applicable legislation.

72

ONE OF THE MISSIONS OF THE GENERAL TAX ADMINISTRATION IS TO CONTROL THE COUNTRY’S BORDERS AND NATIONAL CUSTOMS TERRITORY FOR FISCAL, ECONOMIC AND SOCIAL PROTECTION PURPOSES, IN ACCORDANCE WITH THE POLICIES DEFINED BY THE EXECUTIVE. IN ORDER TO CONTROL GOODS ENTERING AND LEAVING ANGOLA, INCLUDING BAGGAGE CARRIED BY TRAVELERS (PASSENGERS AND CREW), THERE IS A TWO-CHANNEL SYSTEM FOR CUSTOMS CLEARANCE AND BAGGAGE CHECK; THE "GREEN CHANNEL" AND THE "RED CHANNEL". KNOW WHICH ONE TO USE ACCORDING TO WHAT YOU ARE CARRYING. Dear traveler, When entering Angola, please be advised that the contents of your luggage up to 2,640 UCF (Fiscal Correction Unit*) are exempted from taxes and other customs duties. For more information, please look us up at www.agt.minfin.gov.ao. When preparing your trip to Angola, please look up at www.agt.minfin.gov.ao the list of restricted and prohibited goods, whose possession is liable to constitute a tax offense.

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

MOEDA NACIONAL LOCAL CURRENCY

MOEDA ESTRANGEIRA FOREIGN CURRENCY Não residentes cambiais

Pessoas singulares Individuals

Com idade igual ou superior a 18 anos Foreign exchange residents 18 years of age and older

Com idade igual ou superior a 18 anos Foreign exchange non-residents 18 years of age and older

Residentes cambiais /não cambiais Foreign exchange residents and non-residents

10.000,00 USD

5.000.00 USD.

Com idade inferior a 18 anos Less than 18 years of age

Com idade inferior a 18 anos Less than 18 years of age

3.500,00 USD ou seu equivalente em outra moeda estrangeira or the equivalent in other foreign currency

1.500,00 USD ou seu equivalente em outra moeda estrangeira or the equivalent in other foreign currency

Residentes cambiais

73

50.000,00 Akz

de olho na segurança keeping an eye on safety

A TAAG NÃO TRANSPORTA PRODUTOS QUE COLOQUEM EM RISCO A SUA SEGURANÇA TAAG DOES NOT CARRY ITEMS THAT JEOPARDISE SAFETY

SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS E INFLAMÁVEIS CHEMICAL AND INFLAMMABLE SUBSTANCES

PRODUTOS CORROSIVOS CORROSIVE PRODUCTS

PRODUTOS MAGNÉTICOS E DE ALTA TEMPERATURA MAGNETIC AND HIGH TEMPERATURE ITEMS

VENENOS E PESTICIDAS POISONS AND PESTICIDES

PRODUTOS RADIOACTIVOS RADIOACTIVE PRODUCTS

PRODUTOS EXPLOSIVOS EXPLOSIVE PRODUCTS

LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS INFLAMMABLE LIQUIDS

MATERIAIS INFLAMÁVEIS INFLAMMABLE MATERIALS

GASES COMPRIMIDOS COMPRESSED GASES

ESTES ITENS DEVEM SER TRANSPORTADOS COMO BAGAGEM DE MÃO THESE ITEMS SHOULD BE CARRIED AS HAND BAGGAGE

COMPUTADORES PORTÁTEIS LAPTOPS

CÂMARAS DE FILMAR VIDEO CAMERAS

MÁQUINAS FOTOGRÁFICAS PHOTO CAMERAS

PDA’S PDA’S

TELEMÓVEIS DESLIGADOS MOBILE PHONES DISCONNECTED

JÓIAS JEWELLERY

DINHEIRO, PAPÉIS NEGOCIÁVEIS E OUTROS PRODUTOS DE VALOR CASH, NEGOTIABLE PAPERS AND OTHER VALUABLES

ESTES ITENS SÃO PROIBIDOS COMO BAGAGEM DE MÃO THESE ITEMS ARE FORBIDDEN AS HAND BAGGAGE

TESOURAS SCISSORS

ISQUEIROS E FÓSFOROS LIGHTERS AND MATCHES

CANIVETES PEN KNIVES

74

CORTA UNHAS NAIL CLIPPERS

CHAVE DE FENDAS, FACAS E CORTA PAPÉIS SCREWDRIVERS, KITCHEN KNIVES AND LETTER OPENERS

O BANCO BIC E O BIC SEGUROS TÊM A SOLUÇÃO PARA O SEU SUCESSO. As melhores condições do Banco BIC com juros atractivos e crédito fácil, mais a protecção do BIC Seguros.

LINHA DE ATENDIMENTO BIC +(244) 923 190 870 Serviço disponível 24H

www.bancobic.ao